segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Dj Internacional promete o melhor do House na Off Club



Dj Patrick Perez e Top Drag Paulista são os destaques do feriado

A #FFollowMe Friday do dia 03 de setembro (sexta) vem com programação internacional de tirar o fôlego, trazendo o Dj Colombiano Patrick Perez. Pela primeira vez em terras baianas, nascido na Cidade do Panamá, Patrick, que além de esbanjar simpatia, tem um talento incrível para colocar uma pista para ferver, recebeu influências de DJ's e produtores como: Fist, Mario Ochoa, Deep Dish, Peter Rauhofer, entre outros. Definindo seu estilo musical com uma boa mistura entre o Progressive House, Tribal e Electro House, o Dj Colombiano divide a noite com a Dj Van Müller, jovem promessa do cenário soteropolitano, e com o residente, Dj André Ycing.

Valores: Valor – R$ 30,00 / Camarote Premium R$ 40,00.
O sábado, 04 de setembro, vem recheado de bom humor com a Top Drag Paulista, Candice Kay, que anima a festa Desired, ao som dos já consagrados Djs locais, Miro e André Ycing (residente Off Club). Valores: 0h até 1h30 – R$ 20,00 / após 1h – R$ 30,00 / Camarote Premium R$ 40,00.




E de volta à maior cabine da Bahia, o Dj Gugga (RJ), grande parceiro da Off Club, comanda a Hot Holiday Independence, que acontece na segunda, 06 de setembro, véspera de feriado. O carioca mostra toda a sua apurada técnica, comandando a Pick Up com o melhor do Progressive House, e promete animar turistas matar a saudade dos baianos que muito já curtiram o som do Dj. Valores: 0h até 1h30 – R$ 20,00 / após 1h – R$ 25,00 / Camarote R$ 40,00.



SERVIÇO


O que: Final de semana prolongado - boate Off Club
Quando: 03, 04 e 06 de setembro de 2010
Onde: Boate OFF Club - Rua Dias D’Ávila, nº 33 - Barra Salvador / Bahia
Festas? 03 de setembro (sexta): #FFollowMe Friday: Internacional - Dj Patrick Perez (Colômbia) + Dj Van Müller + Dj André Ycing
04 de setembro (sábado): Desired: Top Drag Candice Kay (SP) + Dj Miro + Dj André Ycing
06 de setembro (segunda): Hot Holiday Independence – Dj Gugga (RJ) + Dj Chiquinho + Dj André Ycing

Abertura: 0h
Valores: Sexta: 0h até 1h – R$ 20,00 / após 1h – R$ 30,00 / Camarote Premium R$ 40,00.
Sábado: 0h até 1h30 – R$ 20,00 / após 1hh30 – R$ 30,00 / Camarote Premium R$ 40,00.
Véspera de feriado – 0h até 1h30 – R$ 20,00 / após 1hh30 – R$ 25,00 / Camarote R$ 40,00

sábado, 28 de agosto de 2010

Ex-BBB10 Morango comanda a cabine da Off Club em Setembro



Ana Angélica também será madrinha no trio da Parada Gay

A ex-BBB Ana Angélica, a Morango do BBB10, estará de volta a Salvador. Convidada especial, da boate Off Club, pela segunda vez, com exclusividade, Morango traz na bagagem uma animada seleção musical de Pop Music, e além da presença VIP no Camarote da casa, será a Dj convidada na festa Pride In Off, que acontece 11 de setembro, na Boate Off Club, às 23h30 (Preço único R$ 30,00 - Camarote Premium R$ 50,00).

E não para por aí: Ana Angélica será a madrinha do trio elétrico da Boate, a partir das 14h, na 9ª Parada do Orgulho Gay, que acontece no domingo, 12 de setembro, no Campo Grande. Aproveitando a oportunidade, a versátil jornalista lança no dia 11 de setembro “Quebrando o Aquário”, seu primeiro livro de contos. O local da tarde de autógrafos ainda está sendo acordado.


Informações: 71 9984 2433 / 9984 2517

Bahia Moda Design fortalece imagem da indústria do vestuário

Evento reúne 21 empresas baianas nos dias 30 e 31 de agosto, no Othon Palace Hotel

Que a Bahia tem vocação para lançar tendências de moda disso ninguém duvida. Não é à toa que nosso estado é fonte de inspiração para estilistas e designers para criações de coleção das mais diversas. É a moda feita no estado o foco do Bahia Moda Design (BMD), evento que vai movimentar a cidade nos dias 30 e 31 de agosto, no Bahia Othon Palace Hotel (Ondina).

O BMD já entra para o calendário da moda como um dos mais importantes eventos do estado, reunindo 21 empresas baianas do ramo de confecção, apresentando o melhor da moda praia, feminina, masculina, infantil, sportwear e acessórios que vem sendo produzida no estado. “Uma moda diferente, como só a Bahia é capaz de fazer”, segundo Feliciano Tavares Monteiro, titular da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti), uma das entidades realizadoras do BMD.

O BMD terá também, entre suas atrações, o Salão de Negócios, com a realização da rodada de negócios, que será uma grande oportunidade de estreitar a relação entre os fabricantes baianos e compradores de todo o Brasil. O evento é exclusivo para lojistas.

Além de promover os produtos desenvolvidos pelas indústrias baianas de vestuário e criar canais de negociação, o objetivo principal do evento é fortalecer a imagem da Bahia no cenário da moda nacional. “A ideia é inserir o designer nas indústrias de confecção para criar uma identidade de moda baiana que não seja caricaturada”, afirma a gestora do projeto pelo Sebrae, Chris Rabelo.

Durante os dois dias de evento, a passarela vai receber nove desfiles. O line up é composto pelas marcas Goya Lopes, Iza & Bell, Vivire, Mahalo, Sélya Mascareñnas, Anaport, Patro, Hipnose e Habtat. Além dos desfiles, durante o BMD vão acontecer exposições com looks de estilistas baianos e workshops com profissionais do Serviço
Nacional de Aprendizagem Comercial de São Paulo (Senac/SP). “A Bahia tem uma criatividade muito grande. E nada melhor que o estado desponte nesse segmento”, disse Ana Maria Marques de Andrade, coordenadora da Área de Moda do Senac.

O Bahia Moda Design é realizado pelo Sebrae Bahia, Sindicato das Indústrias do Vestuário (Sindvest) e Secretaria de Ciência Tecnologia e Inovação (SECTI-BA), em parceria com a Federação das Indústrias do Estado da Bahia(Fieb), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Senac, Banco Interamericano de Desenvolvimento(BID), Rede Bahia, Universidade Salvador (Unifacs) e Restaurante Amado. Patrocínio do Shopping Barra.

Outras informações através do blog oficial do evento: http://bahiamodadesign.blogspot.com. O BMD também pode
ser seguido no twitter: http://twitter.com/bamodadesign

O EVENTO

O quê: Bahia Moda Design (BMD)
Quando: 30 e 31 de agosto
Horário: Dia 30/08: 14h às 21h
Dia 31/08: 9h às 22h
Onde: Bahia Othon Palace Hotel, em Ondina, Salvador (BA)

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

DIA

30/08 (segunda-feira)

31/08 (terça-feira)

PROGRAMAÇÃO

14h – Rodada de Negócios (restrita)
17h – Abertura ao público convidado
19h – Desfiles

09h – Rodada de Negócios (restrita) 1.
14h – Workshop
17h – Abertura ao público convidado 2.
19h – Desfiles
3.

LINE UP

Goya Lopes – 19h00
Habtat – 19h30
Sélya Mascareñnas – 20h00
Vivire – 20h30

Hipnose – 19h00

Patro – 19h30

Anaport – 20h00

4.

Iza & Bell – 20h30

5.

Mahalo - 21h00

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Caco Barcellos fala sobre sua vida em palestra em Salvador



Aconteceu ontem(25/10) no Hotel Fiesta, em Salvador, a palestra com o jornalista da Rede Globo, Caco Barcellos. Expectativa e ansiedade marcaram o inicio do evento, que contava com a presença de diversos estudantes da área de comunicação, profissionais da área, como jornalistas e publicitários, e fãs do trabalho do jornalista – especializado em jornalismo investigativo e documentários.

Nem o atraso de 30 minutos tirou o ânimo dos que esperavam ansiosos pelo inicio do evento.

Discursando sobre diversos assuntos, logo de inicio, ele alertou sobre a abordagem de temas delicados, que dão margem à opiniões diversas. E então deu inicio à palestra, que prosseguiu com um clima tranqüilo e divertido, garantido pela descontração e simpatia do jornalista.

Dentre os assuntos abordados, Caco falou da infância humilde em um bairro da periferia de Porto Alegre, dos problemas enfrentados devido a isso, do estudo tardio, da valorização do repórter de rua, do Profissão Repórter, programa que comanda na TV Globo, focando nos processos de construção da matéria, e os bastidores da noticia.



Caco também tratou de assuntos polêmicos, como a forma com que o Rio de Janeiro se preparou para os Jogos Paraolímpicos, citando o número de mortes que foram realizadas com a desculpa de garantir a segurança do evento, abordando a atuação do BOPE e de outras tropas de elite, como a de São Paulo, e a forma cruel como estas agem; a ética na comunicação, e o questionamento acerca do comportamento do povo diante das diferenças sociais.

Ao final do evento – que se tornou um grande encontro de profissionais e estudantes de comunicação – o jornalista respondeu a perguntas feitas pelo público, e atendeu aos fãs, dando autógrafos e posando para fotos.

Maria Gadu será atração do sábado no Festival de Primavera do Morro



A cantora Maria Gadú ganhou na noite desta terça-feira (24), o prêmio de melhor álbum da 17ª edição do Prêmio Multishow. A estreante em indicações desbancou artistas como Pitty e o grupo NX Zero.

No próximo dia 04 de setembro, Maria Gadu se apresenta no Festival de Primavera do Morro de São Paulo. O evento acontece entre 3 e 7, na Segunda Praia. Será uma oportunidade singular para o público conferir músicas como "Shimbalaiê", "Linda Rosa" e "Altar Particular", que ajudaram na conquista do mais novo trófeu.
Paulista, de 23 anos Maria Gadu possui um timbre de voz firme e suave. A canção Shimbalaiê fez da cantora a revelação 2009 da música popular brasileira. Durante o mês de agosto, a artista está com a agenda lotada, entre Rio de Janeiro, São Paulo e Miami.

Mais informações no site www.festivaldeprimavera.com.br.

Café Del Mar Ibiza levará luxo e glamour para o Trapiche



Muito luxo e pitadas de glamour serão ingredientes da festa mais badalada da semana: o Café Del Mar Ibiza World Tour, que acontece à partir das 23h desta sexta-feira, no Trapiche Eventos.

Pra iniciar a noite, serviço full open bar, com vodka importada, whisky 8 anos, cerveja belga Stella Artois, com mais de 6 séculos de tradição, além drinks super elaborados. Nos camarotes vips a noite será regada à base da charmosa champanhe francesa, Veuve Clicquot.

Organizada pela Just1 e com o apoio da Fera Uno Produções, a festa traz de forma inédita, a dupla Felguk Live, além de DJs Thiago Mansur e Juliana Barbosa, residentes da Pink Elephant, de São Paulo e Alê Rauen, já considerada a melhor DJ mulher do Brasil.

Quem descuidar das madeixas, devido às batidas das pick-ups, vai poder desfrutar do make-up de Washington Rocha, nada mais, nada menos, do que o cabeleireiro da cantora Cláudia Leite.

A decoração vai explorar as cores azul e branca, em homenagem a Ibiza, balneário mais badalado da Europa e leva a assinatura do renomado arquiteto David Bastos. Além disso, quem for ao camarote, vai curtir a noite dançante em um espaço promovido por Rafaela Maccia, uma das empresárias mais requisitadas quando o assunto é Vip List.
Os ingressos estão no 2º lote, custam R$110 feminino e R$180 masculino, ambos meia entrada, e estão à venda nas lojas Osklen dos Shoppings Barra, Iguatemi e Salvador.

Mais informações no site www.just1.com.br

Vivendo do Ócio faz shows em Morro de São Paulo



Após se apresentar ontem (25) na casa noturna Hangar 110, em São Paulo, a banda Vivendo do Ócio, formada por garotos baianos está com a agenda lotada de compromisso. O grupo ganhou fama nacional depois que recebeu o prêmio na categoria Aposta MTV, do VMB, em 2009.

De Salvador para o mundo. O grupo formado por Jajá Cardodo (voz e guitarra), Lucas Bori (baixo) e Dieguito Reis (bateria) se apresentaram no Brazilian Day London, em 31 de julho. Atraves de um rock original, mas inspirado no Beatles e Rolling Stones, os baianos vão mostrar toda a qualidade musical no Festival de Primavera do Morro de São Paulo, no dia 03 de setembro. Nada melhor do que voltar a boa terra.


OFestival de Primavera do Morro de São Paulo é uma realização da Prefeitura de Cairu. A produção é da Cantares Eventos e leva a assinatura artística do produtor Fred Soares. O investimento total é de R$ 500 mil. A expectativa é atrair 10 mil pessoas por noite. O evento faz parte da programação oficial das festividades de aniversário do município de Cairu, que completa 400 anos no dia 7 de outubro.

Pestana Bahia investe na modernização de seus apartamentos



O Grupo Pestana, maior rede de hotelaria portuguesa do mercado mundial, dá início à segunda etapa de atualização dos apartamentos da unidade Pestana Bahia, em Salvador. O hotel é hoje o maior e mais tradicional da cidade, com uma localização de fazer inveja, no Rio Vermelho, sobre o mar, com vista panorâmica.

Esta fase de modernização do hotel, iniciada em maio, busca a valorização do empreendimento e proporcionar um espaço ainda mais agradável aos hóspedes da rede. Serão modificados 144 quartos, em seis andares, nos quais serão feitas substituições dos carpetes por piso de madeira, mais higiênicos e anti-alérgicos, nova pintura, reforma das esquadrias das varandas. A expectativa para o término da reforma é 22 de agosto e o investimento soma R$ 1 milhão.

Desde 2008, o Grupo Pestana já realizou diversas atualizações na unidade, contabilizando mais de 200 apartamentos renovados, bem como as áreas sociais: piscina, spa, salas de eventos. “O Pestana Bahia, com 430 apartamentos e mais de 20 salas para reuniões e eventos, é um dos carros-chefes de nossa rede na América do Sul e, nos últimos anos, temos feito um investimento constante na atualização do empreendimento”, comenta Roberto Rotter, Diretor-Presidente do Comitê Executivo de Gestão do Grupo Pestana para América do Sul.

PRORROGADAS AS INSCRIÇÕES PARA A MOSTRA COMPETITIVA DO VIVO ARTE.MOV 2010

Quem ainda não enviou seu vídeo para a Mostra Competitiva do Vivo arte.mov 2010 - Festival Internacional de Arte em Mídias Móveis deve se apressar, já que as inscrições foram prorrogadas até 31 de agosto.

Pela primeira vez em Salvador, o Festival será realizado de 29 de setembro a 2 de outubro de 2010 na capital baiana, no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM). Serão 50 mil reais em prêmios. O regulamento completo, bem como as fichas de inscrições, estão disponíveis na página do Vivo arte.mov (http://www.artemov.net). Em 2010, o festival percorre as cidades de Belém, Salvador, Porto Alegre, Belo Horizonte e São Paulo sob o tema Novas Cartografias Urbanas, atrelando a nova produção artística a debates em torno da mobilidade e suas aplicações.

Serão duas categorias de premiação: Mostra Competitiva Nacional e Mostra Regiões do Brasil. Na Mostra Competitiva Nacional, serão selecionadas, inicialmente, 40 obras que serão avaliadas pelo júri oficial do evento. Os 10 melhores colocados ganham um aparelho celular com recursos audiovisuais e multimídia. Já na Mostra Regiões do Brasil, serão selecionados os 20 melhores trabalhos, que também receberão aparelho celular, sendo um por macro-região do Brasil. Além dos aparelhos, os primeiros colocados também recebem premiação em dinheiro. Os selecionados, em cada uma das categorias, participam da grande final, em Belo Horizonte.

Outra opção para os interessados em participar do Festival é inscrever trabalhos no edital Mídias Locativas Vivo arte.mov 2010 até o dia 31 de agosto. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do site www.vivo.com.br/artemov ou pelo correio. Podem ser inscritos trabalhos individuais ou em grupo de todo o Brasil e os selecionados serão incluídos na seleção da 5ª edição do Vivo Arte.mov nacional que acontecerá entre os dias 18 e 21 de novembro de 2010, em Belo Horizonte - MG. A lista completa com as obras selecionadas será divulgada até 13 de setembro 2010.

Sobre o Vivo arte.mov

O Vivo arte.mov – Festival Internacional de Arte em Mídias Móveis chega à sua quinta edição e se estabelece como uma crescente rede de parcerias e colaborações articuladas em ações espalhadas pelo país.

Atento à diversidade do audiovisual e da arte produzida nos dias de hoje, o festival afirma em 2010 sua vocação em priorizar a utilização consciente das mídias móveis na construção de experiências de compartilhamento de conhecimento, acesso à informação, criatividade e arte.

Os eventos acontecem neste ano sob o tema “Novas Cartografias Urbanas: Reconfigurações do Espaço Público”, um eixo que se expande em formatos específicos nas quatro macro-regiões, a partir das cidades de São Paulo, Belém, Salvador e Porto Alegre, além de Belo Horizonte - onde o Vivo arte.mov foi criado em 2006. As atividades pretendem estimular um debate crítico sobre mídias locativas, promover a produção audiovisual e artística da área e explorar possibilidades criativas em dispositivos portáteis cada vez mais acessíveis, como aparelhos GPS e telefones celulares.***


S E R V I Ç O
O Quê: Vivo arte.mov
Inscrições: Prorrogadas até 31 de agosto
Quando: De 29 de setembro a 2 de outubro de 2010 em Salvador
Onde: MAM – Av. Contorno, s/nº, Solar do Unhão.
Site Oficial: www.artemov.net

Empresas de moda estão preocupadas com o meio ambiente no processo produtivo

Palestra ministrada pela coordenadora do curso de designer e gestão de moda da UNIFACS, Virgínia Saback, DIA 27/08 no I Encontro Estadual de Moda, mostra tendência de sustentabilidade ambiental do setor durante a produção.

Sustentabilidade tem sido palavra chave no mundo da moda. Plástico verde, jeans “limpo” e fixação de carbono estão na pauta das empresas ligadas ao setor fashionista. O responsavel pela mudança é o perfil dos consumidores do século XXI. Eles estão mais exigentes com os produtos que compram. Atentas a esse perfil, muitas empresas estão modificando o conceito de produção com objetivo de respeitar o meio ambiente e ampliar o público.

Quem identifica o novo formato da cadeia produtiva é a professora e coordenadora do curso de designer de moda da UNIFACS, Virgínia Saback, que apresenta a palestra “O perfil da empresa de moda no século XXI” no dia 27 de agosto a partir das 10h40, no auditório do Sebrae, no Largos dos Aflitos – Centro. A palestra integra a programação do I Encontro Estadual de Moda que acontece no local nos dias 27 e 28 de agosto.

“Empresas de todas as áreas estão atentas ao conceito de sustentabilidade que eclode em todo mundo, e por isso elas estão a cada dia tendo mais cuidado com o processo produtivo”, explica a especialista. “Não dá para mudar o processo de produção de uma hora para a outra, mas é preciso fazer alguma coisa. Algumas empresas escolhem um produto novo ou apenas uma linha de produto em que a cadeia de produção é toda limpa. Uma dessas empresas é a Braskem que fechou parcerias com grandes empresas mundiais, principalmente de cosméticos, na questão do polietileno verde”, explica Saback.

De acordo com informações da Braskem, o polietileno verde é produzido a partir do etanol de cana-de-açúcar, fonte renovável que tem como principal vantagem à redução de emissão de gases causadores do efeito estufa (GEE). Cada tonelada de plástico verde produzido sequestra e fixa até 2,5 toneladas de CO2 que estavam na atmosfera.

O vice-presidente da Braskem, unidade Bahia, Manoel Carnaúba, explica que o plástico verde tem o desenvolvimento do polietileno a partir de uma fonte renovável (etanol, da cana-de-açúcar). “O pioneirismo desse projeto resulta da prioridade atribuída pela empresa à sustentabilidade e à inovação e autonomia tecnológica, importantes diretrizes da sua estratégia”, diz Carnaúba. “O Plástico Verde também contribui para o desenvolvimento sustentável das empresas transformadoras, como a Natura e a Procter & Gamble, por exemplo, que passarão a utilizar o PE Verde em suas embalagens, agregando maior valor ao produto final”, completa o vice-presidente.

Para Virgínia Saback, ninguém quer comprar uma roupa sem um conceito, e o ‘conceito verde’ está bastante em voga. “Não apenas como um modismo, mas como consciência da população que escolhe os produtos”, defende a coordenadora. “A calça jeans, por exemplo. Hoje em dia você pode comprar uma calça por qualquer valor, mas são poucas as marcas que produzem uma calça jeans com uma produção mais limpa, com maior cuidado com o meio ambiente. Então é importante que, quem pensa em moda no Brasil hoje entenda o novo conceito mundial que já está formado”, finaliza.

O I Encontro Estadual de Moda acontece nos dias 27 e 28 de agosto, no auditório do Sebrae, em Salvador, das 8h30 às 18h e conta com o patrocínio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae e da Secretaria de Cultura do Estado – SecultBA. Apoiam a realização do evento a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia - SECTI; do Instituto Euvaldo Lodi - IEL; da Agência de Fomento do Estado da Bahia - Desenbahia; Câmara de Dirigentes Lojistas de Salvador - CDL; Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - SENAI; Ministério da Cultura - MinC; Sindicato das Indústrias de Vestuário - Sindvest; Instituto de Artesanato Visconde de Mauá e Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia – IRDEB.

Programação do Evento

Dia 27/08/2010 - sexta
8h – Credenciamento
MESA DE ABERTURA – 8h30 às 9h30
MinC/Secretaria de Políticas Culturais – Afonso Luz
SECULT – Márcio Meirelles
SEBRAE – Edival Passos
Comissão Organizadora - Luciano Cenci (Delegado ao Seminário Nacional de Moda) e Goya Lopes (Delegada ao Seminário Nacional de Moda)
MESA 1 – Panorama Atual da Moda no Brasil
Palestra 1: “Novas oportunidades e tecnologias para maior competitividade da moda brasileira em um contexto global”, por Alexandre Figueira (SENAI – CETIQT), de 9h30 às 10h20.
Intervalo: 10h20 às 10h40
Palestra 2: “O perfil da empresa de moda no século XXI”, por Virgínia Saback (UNIFACS), de 10h40 às 11h30.
Debate: 11h30 às 12h30
Debatedor: Paulo Henrique de Almeida (Secretaria de Planejamento da Bahia -SEPLAN)

REABERTURA DO ENCONTRO e FORMAÇÃO DA MESA

MESA 2 – Diálogos: Moda, Arte e Identidade Cultural
Apresentação 1: por Cristina Franco (Jornalista), de 14h40 às 15h20.
Apresentação 2: por Ayrson Heráclito (UFRB), 15h20 às 16:00.
Intervalo: de 16h às 16h20
Apresentação 3: por Maria Helena Atrasas (Programa para Artesanato Brasileiro – PAB - MDIC) e Patrícia Mendes (Projeto Talentos do Brasil – MDA), de 16h20 às 17h00
Debate: de 17h às 18h - Debatedor: Marcos Bokapiu (UNEB)

DIA 28/8/2010 - sábado


REABERTURA DO ENCONTRO e FORMAÇÃO DA MESA – 9h00 às 9h10.
MESA 3 – Políticas públicas, mecanismos de fomento e associativismo
Apresentação 1: por Carlos Paiva, Superintendente de Promoção Cultural/SECULT, de 9h10 às 9h30.
Apresentação 2: por Adhvan Furtado, Superintendente de Comércio e Serviço/SICM, de 9h30 às 9h50.
Apresentação 3: por Sérgio Gomes, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia/SECTI, de 9h50 às 10h10.
Intervalo: de 10h10 às 10h30
Apresentação 4: por Richard Alves, SEBRAE-BA, de 10h30 às 10h50
Debate: 11h10 às 12h30
Debatedor: Luciano Cenci (Comissão Organizadora)
ALMOÇO – 12h30 às 14h
REABERTURA DO ENCONTRO e FORMAÇÃO DOS GRUPOS – 14h30 às 14h40
Trabalho em grupos, de 14h às 16h45.
Temas: Organização da Moda, Fomento para Moda e AGENDA PROPOSITIVA 2010/2011.
Intervalo: 15h15 às 15h30
Plenária Final: 17h às 18h
1. Eleição do coletivo estadual de moda
2. Votação das propostas e prioridades para o Coletivo Estadual da Moda

PROGRAMAÇÃO PARAMOUNT/UNIVERSAL UCI ORIENT PARALELA - Semana de 27 de agosto a 02 de setembro de 2010

SESSÕES MATINAIS HORÁRIOS

Fique atento para não perder o filme! Os horários das sessões matinais (matinês), realizadas a partir das 10h, acontecem exclusivamente aos sábados, domingos e feriados.2ª (Segunda Mania)R$ 6,00 (inteira) - R$ 3,00 (meia)

O DIA TODO
3ª e 5ª feiraR$ 12,00
Até as 17hR$ 14,00
A partir das 17h
6ª, S, D e FR$ 15,00
Até as 17hR$ 17,00
A partir das 17h
Quarta-feiraR$ 10,00
Sessão Família - sáb, dom e feriados - sessões iniciadas até 14h55R$ 10,00 (inteira) - R$ 5,00 (meia)
Sala 3D
2ª e 4ª3ª e 5ª6ª, S, D e F
R$ 19,00R$ 21,00R$ 23,00
SESSÕES SAIDEIRAS OBSERVAÇÕES
Para quem gosta de ir ao cinema em um horário mais tarde, as sessões saideiras, depois das 22h, às sextas-feiras, sábados e vésperas de feriado, são ótima pedida.
Sem observações esta semana.

ESTREIAS
Karatê Kid (The Karate Kid, EUA, China, 2010)

Dre Parker (Jaden Smith) é um garoto de 12 anos que poderia ser o mais popular de Detroit, mas a carreira de sua mãe acaba os levando para a China. Imediatamente, Dre se apaixona pela sua colega de classe Mei Yin, mas as diferenças culturais tornam essa amizade impossível. Pior ainda, os sentimentos de Dre fazem com que o brigão da sala e prodígio do kung fu Cheng torne-se seu inimigo. Sem amigos na nova cidade, Dre não tem a quem recorrer exceto o zelador de seu prédio Mr. Han (Jackie Chan), que é secretamente um mestre do kung fu. À medida que Han ensina Dre que o kung fu é muito mais que socos e habilidade, mas sim maturidade e calma, Dre percebe que encarar os brigões da turma será a aventura de uma vida. Refilmagem do clássico adolescente Katarê Kid.
*Clique na imagem para assistir ao trailer do filme
Diretor: Harald Zwart
Gênero: Aventura / Comédia
Elenco: Jaden Smith, Jackie Chan, Taraji P. Henson, Wenwen Han, Rongguang Yu, Zhensu Wu, Zhiheng Wang, Zhenwei Wang, Jared Minns.
Censura: 10 anos
Par Perfeito (Killers, EUA, 2010)

Passaram-se apenas alguns minutos desde que as autoridades perderam contato com as pessoas trancadas dentro de um edifício em quarentena - como visto em "[Rec]", produção de terror espanhola ao qual este "[Rec] 2" dá continuidade. Nada se sabe sobre o que ocorre no interior do prédio, mas a câmera de filmagem de uma equipe de jornalistas está lá gravando tudo. Uma equipe pretende invadir o local para controlar a situação e determinar o que fazer. A missão parece ser fácil e rápida, mas como sempre as aparências enganam.
*Clique na imagem para assistir ao trailer do filme
Diretor: Robert Luketic
Gênero: Ação / Comédia
Elenco:Ashton Kutcher, Katherine Heigl, Tom Selleck, Catherine O'Hara, Martin Mull, Katheryn Winnick, Casey Wilson, LeToya Luckett
Censura: 14 anos

PROGRAMAÇÃO PARAMOUNT/UNIVERSAL UCI ORIENT IGUATEMI - Semana de 27 de agosto a 02 de setembro de 2010

SESSÕES MATINAIS HORÁRIOS

Fique atento para não perder o filme! Os horários das sessões matinais (matinês), realizadas a partir das 10h, acontecem exclusivamente aos sábados, domingos e feriados.2ª (Segunda Mania)R$ 6,00 (inteira) - R$ 3,00 (meia)

O DIA TODO
3ª e 5ª feiraR$ 12,00
Até as 17hR$ 14,00
A partir das 17h
6ª, S, D e FR$ 15,00
Até as 17hR$ 17,00
A partir das 17h
Quarta-feiraR$ 10,00
Sessão Família - sáb, dom e feriados - sessões iniciadas até 14h55R$ 10,00 (inteira) - R$ 5,00 (meia)
Sala 3D
2ª e 4ª3ª e 5ª6ª, S, D e F
R$ 19,00R$ 21,00R$ 23,00
SESSÕES SAIDEIRAS OBSERVAÇÕES
Para quem gosta de ir ao cinema em um horário mais tarde, as sessões saideiras, depois das 22h, às sextas-feiras, sábados e vésperas de feriado, são ótima pedida.
1 - Pré estreia aberta ao público do filme "Como Cães e Gatos 2 - 3D (Dub)" na sala 07 somente sábado às 10h.
2 - No dia 28/08 (sábado) não será exibida a sessão de 10h50 do filme "O Último Mestre do Ar - 3D (Dub)" da sala 07.
3 - No dia 30/08 (segunda) não será exibida a sessão de 20h45 do filme "O Bem Amado" da sala 01.

ESTREIAS
Karatê Kid (The Karate Kid, EUA, China, 2010)

Dre Parker (Jaden Smith) é um garoto de 12 anos que poderia ser o mais popular de Detroit, mas a carreira de sua mãe acaba os levando para a China. Imediatamente, Dre se apaixona pela sua colega de classe Mei Yin, mas as diferenças culturais tornam essa amizade impossível. Pior ainda, os sentimentos de Dre fazem com que o brigão da sala e prodígio do kung fu Cheng torne-se seu inimigo. Sem amigos na nova cidade, Dre não tem a quem recorrer exceto o zelador de seu prédio Mr. Han (Jackie Chan), que é secretamente um mestre do kung fu. À medida que Han ensina Dre que o kung fu é muito mais que socos e habilidade, mas sim maturidade e calma, Dre percebe que encarar os brigões da turma será a aventura de uma vida. Refilmagem do clássico adolescente Katarê Kid.
*Clique na imagem para assistir ao trailer do filme
Diretor: Harald Zwart
Gênero: Aventura / Comédia
Elenco: Jaden Smith, Jackie Chan, Taraji P. Henson, Wenwen Han, Rongguang Yu, Zhensu Wu, Zhiheng Wang, Zhenwei Wang, Jared Minns.
Censura: 10 anos
Querido John (Dear John, EUA, 2010)

Baseado no romance de Nicholas Sparks, o filme conta a história de John Tyree (Channing Tatum), um soldado que está em casa de licença, e Savannah Curtis (Amanda Seyfried), uma universitária idealista, em férias, por quem ele se apaixona. Nos sete anos seguidos, o casal será separado por missões cada vez mais perigosas de John. Apesar de se verem apenas esporadicamente, eles mantêm contato através de uma enxurrada de cartas de amor sem fronteiras, correspondências que eventualmente desencadearão consequências inevitáveis.
*Clique na imagem para assistir ao trailer do filme
Diretor: Lasse Hallström
Gênero: Romance
Elenco: Channing Tatum, Amanda Seyfried, Henry Thomas, Richard Jenkins, Scott Porter, Luke Benward
Censura: 12 anos


[REC] 2 - Possuídos ([REC] 2, Espanha, 2009)

Passaram-se apenas alguns minutos desde que as autoridades perderam contato com as pessoas trancadas dentro de um edifício em quarentena - como visto em "[Rec]", produção de terror espanhola ao qual este "[Rec] 2" dá continuidade. Nada se sabe sobre o que ocorre no interior do prédio, mas a câmera de filmagem de uma equipe de jornalistas está lá gravando tudo. Uma equipe pretende invadir o local para controlar a situação e determinar o que fazer. A missão parece ser fácil e rápida, mas como sempre as aparências enganam.
*Clique na imagem para assistir ao trailer do filme
Diretor: Paco Plaza e Jaume Balagueró
Gênero: Terror
Elenco: Manuela Velasco, Leticia Dolera, Juli Fàbregas, Pep Molina
Censura: 16 anos
Par Perfeito (Killers, EUA, 2010)

Passaram-se apenas alguns minutos desde que as autoridades perderam contato com as pessoas trancadas dentro de um edifício em quarentena - como visto em "[Rec]", produção de terror espanhola ao qual este "[Rec] 2" dá continuidade. Nada se sabe sobre o que ocorre no interior do prédio, mas a câmera de filmagem de uma equipe de jornalistas está lá gravando tudo. Uma equipe pretende invadir o local para controlar a situação e determinar o que fazer. A missão parece ser fácil e rápida, mas como sempre as aparências enganam.
*Clique na imagem para assistir ao trailer do filme
Diretor: Robert Luketic
Gênero: Ação / Comédia
Elenco:Ashton Kutcher, Katherine Heigl, Tom Selleck, Catherine O'Hara, Martin Mull, Katheryn Winnick, Casey Wilson, LeToya Luckett
Censura: 14 anos

Identidade latinoamericana será discutida no III PoliCom

Começa nesta quarta (25) e vai até sexta-feira (27), O III PoliCom - Congresso de Comunicação Social e Políticas Culturais na Faculdade 2 de Julho, localizada no bairro do Garcia. O evento trará à Salvador nomes do cinema brasileiro e latinoamericano para discutirem a formação da identidade latinoamericana, sua produção audiovisual, políticas de mercado, estética e recepção cinematográficas.

Estudantes, pesquisadores, produtores, críticos e estudiosos de cultura e cinema, poderão integrar os diversos grupos de trabalho do evento gratuitamente, participando de debates, palestras, mesas redondas, além de assistirem aos curtas “Doido Lelé” de Ceci Alves, e Nego Fugido, de Cláudio Marques e Marília Hughes, exibidos nesta quarta-feira (25), a partir das 15h30. À noite, as atividades permanecem com exposição fotográfica digital de Damário da Cruz cujo tema “Viagem pela Latino-america” dará abertura ao ciclo de discussões.

Na quinta (26) e sexta-feira (27) a exibição de documentários continua com os Docs “Sofrossinê - Liberdade com limites”, de Péricles Palmeira, “Otros Pampas”, de Diego Heese e “Os Magníficos”, de Bernard Attal. O cineasta Eryk Rocha (filho do também cineasta e ex-aluno da Faculdade 2 de Julho, Glauber Rocha), já confirmou presença no III Policom, juntamente com Péricles Palmeira, Paulo Alcântara, Vítor Rocha, Ricardo Sangiovanni e Lázaro Faria. Agora, só falta você confirmar a sua. Participe!

--
Rosângela Lira
(71) 8784-0467
http://rosaliraster.blogspot.com
www.f2j.edu.br

Sala Walter da Silveira – Programação de 27 de agosto a 2 de setembro de 2010

Aviso: No dia 28 de agosto, as salas alexandre robatto e walter da silveira não vão funcionar em razão de serviços de manutenção no complexo da Biblioteca Pública dos Barris).

De 27 de agosto a 2 de setembro
16h30 (Exceto dia 28 de agosto)
O nome dela é Sabine
Grande atriz francesa Sandrine Bonnaire conserva o mesmo talento atrás das câmeras em belo documentário sobre sua irmã autista
De 20 a 26 de agosto
Entrada franca
Apoio: Cinemateca da Embaixada da França no Rio de Janeiro
Às 16h30 (Exceto dia 28 de agosto)
O nome dela é Sabine (Elle s'appelle Sabine, França, 2007)
Direção: Sandrine Bonnaire
Duração: 85 minutos
Classificação livre
Sinopse - A atriz Sandrine Bonnaire narra a história de sua irmã Sabine, que é autista, através de imagens filmadas ao longo de 25 anos. Ela testemunha também o momento atual de Sabine e as conseqüências de uma estadia infeliz num hospital psiquiátrico.

19h (Exceto dias 28 de agosto e 1 de setembro, em que não haverá a sessão das 19h)
O Último Reduto
Cineasta de origem argelina renova a tradição do cinema social ao registrar a vivência e o trabalho de imigrantes africanos na França

Ingresso: R$ 4,00 (De segunda a quarta-feira) e R$ 6,00 (De quinta a domingo). Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia-entrada.
Apoio: Cinemateca da Embaixada da França no Rio de Janeiro


De 27 de agosto a 2 de setembro
Às 19h (Exceto dias 28 de agosto e 1 de setembro, em que não haverá a sessão das 19h)
O Último Reduto (Dernier Maquis, França/Argélia, 2008)
Direção: Rabah Ameur-Zaimèche.
Elenco: Abel Jafri, Christian Milla-Darmezin e Salim Ameur-Zaïmeche
Duração: 93 minutos
Classificação 12 anos.
Sinopse - Em um parque industrial decadente nos arredores de Paris, Mao possui uma empresa de reparo de caminhões e produção de palhetas de madeira. Assim como ele, seus funcionários são imigrantes muçulmanos. Para que mantenham o ritmo extenuante de trabalho sem reclamações, Mao constrói uma mesquita nas redondezas, sublinhando a relação entre trabalho e religião. Mas quando Mao aponta o líder espiritual da mesquita sem consultar seus funcionários, eles ameaçam pôr um fim à exploração exercida pelo dono.

Dia 1/09 - Quartas Baianas
20h
Dia 01/09/2010
O Grito da Terra – Direção: Olney São Paulo
Ficção/Drama. 83 min. 1964.
Sinopse - Conflito de terra é o tema deste filme de Olney São Paulo. Rodado no interior da Bahia, o filme é um autêntico libelo pela reforma agrária protagonizado por uma família de camponeses que luta pelo seu direito à terra.

SALA ALEXANDRE ROBATTO
De 27 de agosto a 2 de setembro
Raridades de Mauritz Stiller
Sessão dupla resgata obras-primas de Stiller, um dos mais importantes cineastas escandinavos do século passado
Entrada franca
Mestre de Ingmar Bergman, Mauritz Stiller esteve entre as mais influentes personalidades do cinema nas primeiras décadas do século passado. Como era costume na época, foi convidado a filmar em Hollywood onde se consolidou como um dos grandes cineastas estrangeiros na América. Da sua fase sueca permaneceram, ainda pouco conhecidas do grande público, obras-primas da comédia de costumes, caso de “Erotikon”, e do cinema de aventura, “O Tesouro do Sr. Arnes”. Os dois filmes são atração do pequeno ciclo “Raridades de Mauritz Stiller” em cartaz na Sala Alexandre Robatto.

Perfil - Nascido em Helsinque, em 1883, filho de um músico da armada russa de origem judaica. Maurtiz Stiller aprendeu desde pequeno canto, violino, línguas estrangeiras e a citar de cor Shakespeare e Molière. Para escapar do serviço militar na Finlândia ainda dominada pelo tsar, fugiu para a Suécia, país que adotou como pátria. Apaixonado pelo teatro, começou a trabalhar como ator, participando de várias trupes antes de conhecer o futuro cineasta Victor Sjöström, mestre do cinema sueco. Sjöström e Stiller atuaram em inúmeros curtas, alguns perdidos depois de um incêndio na produtora Svenka Bio.

Em 1920 fez “Erotikon”, uma sensual adaptação de uma peça do húngaro Ferenc Herczeg, cuja extravagância e espírito dândi renderam-lhe comparações com Ernest Lubistch. Enquanto Victor Sjöström consolidava sua reputação com adaptações dramáticas baseadas na literatura escandinava, Stiller seguiu o mesmo caminho, com roteiros detalhados e personagens complexos. De Selma Lagerlöf, uma das autoras preferidas de Sjöström, Stiller tirou “O Tesouro do Sr. Arne” (Herr Arnes Pengar, 1919), cujas suntuosas imagens influenciariam Sergei Eisenstein em “Ivan, o Terrível” (1942-1946). Da mesma escritora, adaptou “A Velha Mansão” (Gunnar Hedes Saga, 1923) e “A Saga de Gösta Berling” (Gösta Berlings Saga, 1924), no qual revela, aos 19 anos, a atriz Greta Gustafson, mais tarde conhecida como Greta Garbo. Com o sucesso do filme e da jovem atriz, Stiller e Garbo são contratados para fazer “A Odalisca de Smolina” na Alemanha, mas o projeto é abandonado. O produtor americano Louis B. Mayer convida a dupla para trabalhar em Hollywood, mas o autoritarismo do diretor Irving Thalberg não permitiu que Stiller terminasse “Torrente” (1926), estrelado por Garbo, pois o diretor gastou mais do que permitia o orçamento.

O mesmo se deu com “A Tentação” (The Temptress, 1926). Trocando a MGM pela Paramount, Stiller pôde realizar, com controle maior de produção, “Hotel Imperial” (1927) e “Confissão” (The Woman on Trial, 1927), ambos com Pola Negri no papel principal. Vítima de uma depressão, não consegue terminar nenhum de seus trabalhos seguintes, como “Arame Farpado” (Barbed Wire, 1927) e “A Rua do Pecado” (The Street of Sin, 1928), quando foi substituído por Josef von Sternberg. Morreu em 1928, em Estocolmo, aos 45 anos, quando voltou ao país para tentar se recuperar de uma estafa.

Programação
15h30 (Exceto dia 28 de agosto)
Erotikon ( Suécia, 1920)
Direção: Mauritz Stiller
Elenco:Tora Teje, Lars Hanson e Anders de Wahl.
Duração: 97 minutos
Classificação Livre
Sinopse - Um escultor fica desconfiado que sua amante está tendo um outro romance, apesar de ela já ser casada com um distraído professor de biologia ridicularizado pelos alunos. Os letreiros do filme não só contêm as falas dos personagens como comentários zombando das atitudes deles. Há um complexo uso dos espelhos, muitas cenas em close revelando fetiches por mãos e pés, tomadas feitas de ângulos inusitados.

A mistura de romance e vida mundana das classes altas em óperas e grandes concertos encontraria o ápice mais tarde nos filmes de Max Ophuls. Há também muitas similaridades entre “Erotikon” e “Sorrisos de Uma Noite de Verão” (1955), de Ingmar Bergman, entre elas a melancolia e a discussão sobre as relações entre vida e arte. A cena da ópera, uma paródia sobre uma montagem decadente de “Salomé”, de Richard Strauss, foi muitas vezes citada e copiada, até mesmo por Busby Berkeley.
18h (Exceto dia 28 de agosto)
Mauritz Stiller

Nasceu em Helsinque, em 1883, filho de um músico da armada russa de origem judaica. Maurtiz Stiller aprendeu desde pequeno canto, violino, línguas estrangeiras e a citar de cor Shakespeare e Molière. Para escapar do serviço militar na Finlândia ainda dominada pelo tsar, fugiu para a Suécia, país que adotou como pátria. Apaixonado pelo teatro, começou a trabalhar como ator, participando de várias trupes antes de conhecer o futuro cineasta Victor Sjöström, mestre do cinema sueco. Sjöström e Stiller atuaram em inúmeros curtas, alguns perdidos depois de um incêndio na produtora Svenka Bio.

Entre seus primeiros trabalhos estão As Máscaras Negras (De Svarta Maskerna), A Vampira (Vampyren), O Marido Tirânico (Den Tyranniske Fästmannen), A Criança (Barnet), todos de 1912. Sua primeira obra de envergadura foi Amor e Jornalismo (Kärlec och Journalistik, 1916), comédia sobre uma jovem repórter que se emprega na casa de um desbravador dos pólos para conseguir um furo. Seguiram-se O Melhor Filme de Thomas Graal (Thomas Graals Bästa Film, 1917) e outras comédias. Em 1920 fez Erotikon, uma sensual adaptação de uma peça do húngaro Ferenc Herczeg, cuja extravagância e espírito dândi renderam-lhe comparações com Ernest Lubistch. Enquanto Victor Sjöström consolidava sua reputação com adaptações dramáticas baseadas na literatura escandinava, Stiller seguiu o mesmo caminho, com roteiros detalhados e personagens complexos, e fez Canção Sobre a Flor Escarlate (Sången om den Eldröda Bloman, 1919), adaptado do romance do escritor finlandês Johannes Linnankoski.

De Selma Lagerlöf, uma das autoras preferidas de Sjöström, Stiller tirou O Tesouro do Sr. Arne (Herr Arnes Pengar, 1919), cujas suntuosas imagens influenciariam Sergei Eisenstein em Ivan, o Terrível (1942-1946). Da mesma escritora, adaptou A Velha Mansão (Gunnar Hedes Saga, 1923) e A Saga de Gösta Berling (Gösta Berlings Saga, 1924), no qual revela, aos 19 anos, a atriz Greta Gustafson, mais tarde conhecida como Greta Garbo. Com o sucesso do filme e da jovem atriz, Stiller e Garbo são contratados para fazer A Odalisca de Smolina na Alemanha, mas o projeto é abandonado.

O produtor americano Louis B. Mayer convida a dupla para trabalhar em Hollywood, mas o autoritarismo do diretor Irving Thalberg não permitiu que Stiller terminasse Torrente (1926), estrelado por Garbo, pois o diretor gastou mais do que permitia o orçamento. O mesmo se deu com A Tentação (The Temptress, 1926). Trocando a MGM pela Paramount, Stiller pôde realizar, com controle maior de produção, Hotel Imperial (1927) e Confissão (The Woman on Trial, 1927), ambos com Pola Negri no papel principal. Vítima de uma depressão, não consegue terminar nenhum de seus trabalhos seguintes, como Arame Farpado (Barbed Wire, 1927) e A Rua do Pecado (The Street of Sin, 1928), quando foi substituído por Josef von Sternberg. Morreu em 1928, em Estocolmo, aos 45 anos, quando voltou ao país para tentar se recuperar de uma estafa. A 27ª Mostra promove uma retrospectiva completa de Stiller, em colaboração com a Cinemateca Sueca.

O Tesouro do Sr. Arne ( Herr Arnes Pengar, Suécia, 1919)
Direção: Mauritz Stiller
Elenco: Richard Lund, Hjalmar Selander e Mary Johnson.
Duração: 106 minutos
Classificação Livre

Sinopse - Considerado uma raridade pelo tema, “O Tesouro do Sr. Arne” é um filme histórico que se passa na Suécia do século 16, com piratas, ambição e vingança. Conta a história de amor entre uma jovem sueca e um mercenário escocês, sir Archi, que, juntamente com três outros marinheiros, matam o fazendeiro Arne e toda sua família para roubar seu caixão coberto de ouro. A única sobrevivente é a filha Elsalill, que se muda para outra cidade. Mas os criminosos não conseguem fugir porque o gelo impede o navio de seguir viagem. Mais tarde, Archi e Elsalill se encontram e se apaixonam, mas logo ela saberá que ele é um dos assassinos do pai. Terá, então, que decidir entre seu amor por ele ou o desejo de justiça. Destaque para a bela cena final, que mostra o cortejo fúnebre sobre a neve.

SecultBA realiza cadastramento de espaços culturais da Bahia

Previsão é de que 200 centros de cultura sejam mapeados até o final de setembro

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), por meio da Fundação Cultural do Estado (FUNCEB) e da Superintendência de Promoção Cultural (Suprocult), promove, até o dia 30 de setembro de 2010, o mapeamento dos espaços culturais do estado. A ação, que teve início em julho, faz parte do Sistema de Informações e Indicadores em Cultura (SIIC), uma ampla base de dados que estará disponível na internet e será alimentada pelos gestores da cultura dos governos federal, estadual e municipal, e também pela sociedade civil, por instituições culturais públicas, privadas e de interesse público.

O SIIC pretende suprir a lacuna de informações relacionadas à cultura e é composto por três eixos básicos: Cadastro; Gestão; e Estudos e Pesquisas. O primeiro visa construir, implantar e acompanhar o cadastramento de espaços culturais, indivíduos (artistas, produtores), grupos artísticos, instituições culturais, festas populares e patrimônio cultural. A coleta de informações atualizadas da atividade cultural baiana subsidiará o planejamento e a implementação de políticas públicas condizentes com as reais necessidades da sociedade civil.

Até o momento, foram cadastrados 60 espaços de 37 cidades diferentes, tais como Paulo Afonso, Ilhéus, Itapetinga, Belmonte, Porto Seguro, Baixa Grande, Lençóis, Feira de Santana, Alagoinhas, Itabuna e Luis Eduardo Magalhães, além da capital. A previsão é de que 200 centros sejam por fim apresentados. Para tanto, está sendo utilizado um formulário criado através de uma ampla pesquisa realizada a partir do Censo de 1996/2006, cujas distribuição e divulgação nos Territórios de Identidade da Bahia vêm sendo feitas com apoio dos representantes territoriais, que têm também auxiliado os responsáveis pelos espaços para o seu preenchimento.

Cadastro
A Secretaria de Cultura já realizou o cadastramento das Filarmônicas, Fanfarras, Grupos de Culturas Populares e de Teatro de Rua. Com o cadastramento, é possível estabelecer políticas públicas específicas para cada setor com informações importantes que dão base para a execução dessas ações.

Para se cadastrar nesta nova etapa, voltada a espaços culturais, um representante do local deve preencher o formulário disponível em sistema on line, pelo link http://u.nu/3cxte. O acesso à página pode também ser feito através dos sites da FUNCEB (www.funceb.ba.gov.br) e da SecultBA (www.cultura.ba.gov.br). São solicitadas informações básicas, como nome, endereço, telefones, e-mails e responsáveis legais, além de dados a respeito da situação em que se encontra o espaço (em atividade, desativado, em construção etc.), existência de mantenedora e frequência de público. O único pré-requisito é que o local funcione de fato como um ambiente de cultura. No caso de dúvidas, a diretoria de Espaços Culturais da FUNCEB está à disposição para esclarecimentos, através do e-mail equipamentos@funceb.ba.gov.br ou dos telefones (71) 3116-6877 e 3116-6879.


Cadastramento de espaços culturais da Bahia
Realização: FUNCEB/ Suprocult/ SecultBA
Quando: Até 30 de setembro de 2010
Onde: Formulário on line disponível em http://u.nu/3cxte
Quanto: Grátis
Informações
Telefones: 71 3116-6877/3116-6879
E-mail: equipamentos@funceb.ba.gov.br
www.funceb.ba.gov.br | www.cultura.ba.gov.br

Encontro sobre Terceira Idade

Estão abertas as inscrições para o I Encontro sobre Terceira Idade realizado pelo Espaço Psicopedagógico e Consultoria. Serão quatro palestras, ministradas no dia 11 de setembro, das 8h às 16h, no Centro Médico da Orla (Av. Iemanjá, 389, Boca do Rio), por profissionais especializados.

A primeira, sobre cuidados na terceira idade, será proferida pela enfermeira Michele Cunha. Já a psicóloga Nana Caroline de Jesus vai falar sobre a relação entre as emoções e a saúde do idoso. O educador físico Marcos Ceuta explica a importância da atividade física nesta fase da vida e, para finalizar, a psicopedagoga Nilzan Gomes apresenta algumas contribuições da psicopedagogia para a terceira idade. A carga horária que fará parte do certificado que será entregue aos participantes é de 8 horas. O investimento para profissionais é de R$ 50 e para estudantes, R$ 40. Mais informações e inscrições podem ser obtidas pelo telefone (71)3498-7756 ou através do e-mail eppc_ba@yahoo.com.br. As vagas são limitadas.

Mais informações para a imprensa podem ser obtidas com a jornalista Carla Santana (71) 9926-6898 pelo telefone (71) 3382-7037

XIX Festival de Cultura Japonesa terá lutadores de Sumô e oficinas para o público

Para quem quer conhecer ou aprofundar os conhecimentos na tradição japonesa o XIX Festival vai reunir os principais aspectos da cultura do Japão com oficinas de pipas, origami, ikebana e mangá. Ingresso a preços populares(R$5) podem ser adquiridos previamente em restaurantes típicos da cidade.


Mais uma vez a Bahia vai ser palco do Festival da Cultura Japonesa, que acontece entre os dias 28 e 29 de agosto, na Associação Atlética Banco do Brasil – localizado no bairro de Piatã. Na cerimônia de abertura, que acontece no dia 28, o público poderá brindar o festival com saquê e assistir a tradicional quebra do taru, onde os organizadores da festa abrem um tonel de saquê e quebram a tampa de madeira como forma de celebração. O evento é realizado pela Associação Cultural Nipo Brasileira de Salvador e conta mais uma vez com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado - SecultBA através do Fundo de Cultura.

“Sem os recursos do Fundo de Cultura fica difícil realizar este festival, então a secretaria cumpre o seu papel já que é um evento estritamente cultural integrando duas culturas, a Nipônica e a Brasileira. A Bahia possui a terceira colônia Nipônica do Brasil ficando atrás apenas de São Paulo e Londrina e é de lá que trazemos diversas atrações”, afirma o presidente da Associação Cultural Nipo Brasileira de Salvador, Roberto Mizushima.

Durante dois dias os visitantes poderão conhecer diversos aspectos da cultura japonesa, a exemplo da religião, dança, música, gastronomia e artes marciais. Na programação do evento o público poderá conhecer shows de música e dança japonesa com grupos de Salvador e São Paulo como o Taiko, Bon Odori, Matsuri Dance, Odori e o popular Karaokê com músicas japonesas.

Uma das atrações inéditas para este ano é o grupo da Federação Paulista de Sumo (luta de origem japonesa) e o grupo do Ryukyu Noku Matsuri Daiko Brasil, tocadores de taikô (tambor japonês) do estilo da província de Okinawa. O público terá oportunidade conhecer e participar da oficina de pipas com engenheiro Ken Yamazato de São Paulo, um dos mais importantes do país no quesito, além de assistir a apresentação de tambores japoneses do Grupo Cultural WADO, de Salvador.

O WADO nasceu depois da apresentação de um grupo cultural de Londrina no Festival do Centenário que aconteceu em Salvador em 2008. “Depois que vimos a apresentação do grupo de cultura japonesa da professora Lica Kawano, nós ficamos com vontade de ter um grupo parecido, nos juntamos e formamos um outro grupo com foco na dança - Matsuri Dance e na música com apresentação do Taikô”, explica Leonardo Raposo um dos fundadores do grupo.

Ele conta que o grupo irá se apresentar no festival, mostrando as duas habilidades. “A dança é mais livre, todo mundo pode participar, porque é uma seqüência de passos simples que se repetem ao longo da música. Já o Taikô é mostrado como um grupo de percussão que mistura os elementos da música que é uma expressão ritual japonesa com o visual, o sonoro e o espiritual”, garante Raposo.

No evento serão realizadas oficinas de origami – arte da dobradura em papel, bonsai – arte do cultivo de plantas em miniaturas, shodô – arte da escrita japonesa à pincel, pipas – orientado por Ken Yamazato e culinária com comidas típicas japonesas. As oficinas têm preços populares e horários definidos (veja programação abaixo). O evento contará ainda com exposições de Ikebana – arte do arranjo floral, orquídeas – como cuidar das orquídeas e Mangás – revista de histórias em quadrinhos. Os apreciadores de artes marciais poderão assistir a demonstrações de karatê, judô, kenjutsu, Iaidô e Sumo, esta última pela primeira vez no evento.

Gourmet – Os apreciadores da culinária japonesa terão um espaço especial para poder saborear os tradicionais pratos como Udon, Sushi, Sashimis, Yakisoba, Guiosa, Rolinho Primavera, Yaki Udon, Tempurá de sorvete, Pastel e Frango Xadrez além dos doces típicos que serão comercializados por grandes redes de restaurantes ou por diversos grupos japoneses. Para finalizar o passeio a escolha poderá ser realizada por um dos espaços zen com massagens Shiatzu ou Acupuntura, ou então nos espaços da religiões (Messiânica, Seicho-no-iê e Mahikari).

Mais Informações:
(71) 3353-8791 – Associação Cultural Nipo Brasileira de Salvador
______________________________________________________________________
Programação do Festival 2010
28/8 - Sábado
13h IAODÔ (Arte marcial – Shintoryu Budo-Ssa)
13h20– AIKIDÔ (Arte marcial – Academia Sekai-Ssa)
13h40– KENJUTSU (Arte marcial – Instituto Niten-Ssa)
14h00– SUMÔ (Arte marcial – Federação Paulista de Sumô-SP)
15h00– ODORI (Dança típica japonesa–Escola de Língua Japonesa e Anisa)
15h20– KARAOKÊ (Canção japonesa)
15h25– ODORI–Ryukyu Buyo (Dança de Okinawa-estilo Zô odori-Juliana Izu-SP)
15h35– PARA PARA (Dança pop japonesa – Grupo Para²Dise-SSa)
15h50– MATSURI DANCE (Banda Shadoc e Bakanow-Ssa)
17h00– TAIKO(Instr. de percussão japonês-Grupo Ryukyu Koku Matsuri Daiko-SP)
17h30– CONJUNTO ATENEU E CORAL COSMOS
17h50– ODORI (Dança típica japonesa–Juliana Oiye-SSa)
18h00– KARAOKÊ (Canção japonesa)
18h05– KARAOKÊ (Canção japonesa)
18h10– KARAOKÊ (Canção japonesa)
18h15– ODORI–Ryukyu Buyo (Dança de Okinawa-estilo Zô odori-Juliana Izu-SP)
18h30 – ABERTURA DO FESTIVAL DA CULTURA JAPONESA – XIX BON ODORI
19h00– TAIKO(Instrumento de percussão japonês-Grupo Cultura Wado-SSa)
19h30– CERIMÔNIA DO BON ODORI (Culto em memória aos antepassados)
19h45 as 23h00– BON ODORI (área externa–Dança típica japonesa)
20h15– SUMÔ (Arte marcial – Federação Paulista de Sumô-SP)

29/8 - Domingo
13h00– PARA PARA (Dança pop japonesa – Grupo Para²Dise-SSa)
13h10– MATSURI DANCE (Banda Shadoc e Bakanow-Ssa)
15h00– ODORI (Dança típica japonesa–Escola de Língua Japonesa e Anisa)
15h15– TAIKO(Instr. de percussão japonês-Grupo Ryukyu Koku Matsuri Daiko- SP)
15h45– SUMÔ (Arte marcial–Federação Paulista de Sumô-SP)
16h45– ODORI–Ryukyu Buyo (Dança de Okinawa-estilo Zô odori-Juliana Izu-SP)
16h55– JUDÔ (Arte Marcial–Federação Baiana de Judô-Ssa)
17h15– KARATÊ (Arte Marcial–Associação da Bahia-Ssa)
17h25– ODORI (Dança típica japonesa–Juliana Oiye-SSa)
17h30– TEATRO COSPLAY (Anbu de Elite–Grupo L.D.M.-Ssa)
18h05– TAIKO (Grupo Cultural Wado-SSa&GRUPO Ryukyu Koku Matsuri Daiko-SP)
19h30 as 22h00– BON ODORI (área externa–Dança típica japonesa)
19h30– SUMÔ (Arte marcial–Federação Paulista de Sumô-SP)

Oficinas – 28 e 29/8
Oficina de Shodô - 15h e 16h
Oficina de origami - 15h e 16h
Oficina de Bonsai - 17h
Oficina de culinaria Yakisoba - 13h
Oficina de culinaria Temaki - 15h
Obs: As vagas são limitadas com acesso mediante pagamento simbólico e só serão liberadas durante o evento. Não é possível fazer reserva antecipada.
Ingressos – R$ 5
Isenção de entrada - Crianças de até 5 anos e idosos acima de 65 anos
Venda Antecipada de Ingressos:
- Restaurante Sukiyaki – Ondina – (Contato: 3247-5063)
- Restaurante Top Hals – Boulevard 161 – Itaigara – (Contato - 3358-4650)
- Restaurante Sassá – Shopping Itaigara – (Contato - 3358-7886)
- Restaurante Kito’s – Shopping Sumaré – (Contato: 3342-0988)
- Loja Sakaeru – Brotas – (Contato: 3353-7664)
- Restaurante Tempurá – Stela Maris – (Contato:3374-1530)
- Restaurante Tempurá – Max center – Itaigara – (Contato: 3351-7520)
- Restaurante Bekko – Vilas do Atlântico – (Contato:3379-2548)
- Pastel do Horto – Abrantes – (Contato:3623-2057)
- Igreja Mahikari – Barris – (Contato: 3328-0610)
- Igreja Seicho-no-ie – Pituba
- Igreja Messiânica – Garcia – (Contato-3328-5753)
- Restaurante Yaki – Parque Julio César – (Contato: 3351-3371)

- Virgo Vibes -

Uma grande celebração em homenagem aos virginianos com 14 horas de Música Eletrônica.

• 15 TOP DJs
• 8 Sub Graves
• Piscina
• Estacionamento
• Segurança
• Iluminação
• Projeções
• Local privilegiado com vista para a Mata Atlântica
• Traga seu óculos de sol, a festa vai até o meio dia, podendo prolongar mais. 14 horas de som.

Venham fazer parte dessa confraternização.

Dia 04 de Setembro (Sábado) as 22 horas

Line Up:

CaioCarvalho (High Definition Records) -www.myspace.com/caiocarvalholive
Léo Ferreira (Plugin) - www.myspace.com/djleoferreira
Mush (Portugal) - www.myspace.com/djmush_pt
Léo Martinez - www.myspace.com/djleomartinez
Demectron - www.myspace.com/demectronminimalset
Ariel vs Fabrício Camargo (Hi.Lo) - www.soundcloud.com/fabcamargo
OlativsDiddy (Transtechnologic)
Cigarra e Danka (Funhouze) - www.myspace.com/cigarraedanka
Mathzvs Hand (PressOn) - www.soundcloud.com/dj_mathze ou/dj_hand
Marcelo Hertz - www.myspace.com/marcelohertzlive
Tite

Local: Sítio Abençoado por Deus (Km 3, Estrada do CIA, próximo ao Aeroporto) Entrar em frente a Quinta Portuguesa (Que fica ao lado direito da pista) para a esquerda e seguir indicações por mais 3km até o local. Distância total: 7km do Aeroporto


Ingressos:
Antecipados $ 20
No Local $ 30

Antecipados com os comissários:

Juliana - 9197 9724
Priscila - 9912 7880
Felippe - 9634 2107
Bruna - 9133 7387
Daniel - 9100 9582
Sabrina – 88467299
Catharina – 7812 0576
Ache um perto de você.


Mapa do local:
http://virgovibes.wordpress.com
www.facebook.com/virgovibespvt

domingo, 22 de agosto de 2010

MUSICAL INFANTO-JUVENIL CRIA UNIVERSO MÁGICO A PARTIR DA HISTÓRIA DE UM PAPAGAIO

Contemplado pelo Edital nº 006 / 2009 - MANOEL LOPES PONTES – APOIO À MONTAGEM DE ESPETÁCULOS DE TEATRO NO ESTADO DA BAHIA – da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, a peça “Papagaio” tem músicas de Chico César e elenco de destaque, numa aventura com várias versões, capaz de atrair crianças e adultos.

Misturando contos de fadas, jogos da infância, referências nordestinas e músicas inéditas compostas por Chico César, o musical infanto-juvenil Papagaio estréia no próximo dia 21 de agosto em Salvador, levando para o palco do Teatro Vila Velha uma história construída a partir da rica tradição da oralidade.

A peça é vencedora do edital Manuel Lopes Pontes, tem texto de Cacilda Povoas e direção de Felipe de Assis, além de contar com elenco e ficha técnica recheados de importantes nomes das artes cênicas baiana. Papagaio estréia no dia 21 de agosto e ficará em cartaz até 6 de setembro no Teatro Vila Velha, sempre aos sábados, domingos e segundas, às 16h. Os espetáculos de segunda serão destinados a grupos escolares, embora a bilheteria esteja aberta para o público em geral. Para formar um grupo, pode-se entrar em contato com a produção do espetáculo através do telefone (71)3241-2983, das 10h às 17h.

A peça conta a história de uma moça que recebia visitas de um príncipe encantado, em forma de papagaio. Um dia, por inveja, colocam uma armadilha que obriga o príncipe-papagaio a fugir para o seu reino, ferido.

A moça sai então em uma peregrinação à procura desse reino e da cura do seu amado. Em cena, os atores Cláudio Machado, Diogo Lopes Filho, Evelin Buchegger, Fernanda Paquelet, Luisa Proserpio, Vanessa Mello e Vitório Emanuel dão vida a 24 personagens, que circulam num mundo recheado de referências da literatura fantástica do universo infanto-juvenil, com seus príncipes, reis, rainhas, irmã de um olho, a exagerada irmã de três olhos, bichos esquisitos e viagens a lugares diferentes. Tudo isso com direito a um belo desfecho em festa/banquete, típico das tradições populares.

Para a construção da história, Cacilda Povoas (O Olhar Inventa o Mundo, Vixe Maria – Deus e o Diabo na Bahia) vasculhou a literatura oral em busca de personagens femininas que representassem seu ideal de heroína. Encontrou nos contos “O Papagaio Real”, de Câmara Cascudo, e “O Papagaio do Limo Verde”, de Silvio Romero, o ponto de partida que precisava, mas deparou-se com uma pluralidade de versões do texto, como “O Pássaro Esverdeado”, de Ângela Carter, “O Príncipe Verdeprado”, de Giambattista Basile, e “O Príncipe Canário”, de

Ítalo Calvino, todas enriquecidas pela tradição oral dos seus respectivos países. A solução foi incluir esse aspecto na própria peça, oferecendo ao público três versões da história narrada sobre o príncipe/papagaio.

Diversidade – É uma proposta que radicaliza a diversidade e multiplicidade de pontos de vista na sua escrita, contando uma história simples através da inclusão de suas variações. Sendo assim, a história da peça muda cada vez em que um ator/narrador conta sua versão, criando espaço para que o público perceba a riqueza e a diversidade de respostas e de significados de um mesmo fato – o que, por sua vez, abre um diálogo para a valorização das diferenças e da tolerância.

A concepção do espetáculo utiliza recursos do jogo teatral para contar e comentar essas versões, que flertam com a opereta, em cores bem brasileiras e com forte acento nordestino.

Trazendo um elenco com experiência em musicais – que contou com a preparação musical de Ângelo Rafael e preparação corporal de Verônica Fonseca –, as canções inéditas de Chico César ganham uma importância fundamental para a montagem, contribuindo diretamente para a função dramática das cenas.

“As composições da peça trazem a matriz medieval tão presente no Nordeste e permitem um reencontro com a criança de cada um de nós, num retorno ao prazer de brincar e aprender”, comenta Felipe de Assis, para quem a peça tem também o mérito de valorizar a figura da mulher capaz de construir seu futuro e realizar seus desejos. “E como no teatro tudo é permitido, a figura feminina principal e protagonista da história é sustentada por três atrizes; com a cumplicidade do público, piscamos de canto de olho, dizendo: estamos fazendo teatro. É papagaio porque sabe voar”!

SERVIÇO:
Papagaio
Local: Teatro Vila Velha
Data: Dias 21, 21, 23, 28, 29 e 30 de agosto, e dias 04, 05 e 06 de setembro.
Horário: 16h (no dia 29 de agosto, a peça será apresentada, excepcionalmente, às 11h).
Ingresso: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia)


FICHA TÉCNICA PAPAGAIO

Texto: de Cacilda Povoas, a partir dos contos populares recolhidos por Silvio Romero, Câmara Cascudo, Ângela Carter, Ítalo Calvino e Giambattista Basile
Música original: Chico César
Diretor: Felipe de Assis
Assistente de Direção: Susan Kalik
Elenco: Cláudio Machado, Diogo Lopes Filho, Evelin Buchegger, Fernanda Paquelet, Luisa Proserpio, Vanessa Mello, Vitório Emanuel e Susan Kalik (standin)
Desenho de Luz: Pedro Dultra
Operador de Luz: Priscila Povoas e Vinícius Valente
Cenógrafo: Rodrigo Frota
Cenotécnicos: Adriano Passos, George Santana, Israel Luz (Gão), Paulo Maurício e Gei Correia
Figurinista: Miguel Carvalho
Costureira: Lina Lemos, Célia Trindade e Dedeu
Aderecista: Sergio Teles
Preparação Corporal: Verônica Fonseca e Jorge Santos
Coreógrafo: Jorge Santos e Verônica Fonseca
Preparação Musical e Arranjos: Ângelo Rafael Fonseca
Trilha Sonora: Kico Povoas
Músicos: Estevam Dantas, Leo Bittencourt e Raiden Coelho
Operador de Som: Lívia Nery
Projeto Gráfico: Pietro Leal
Fotos: Márcio Lima
Assessoria de Comunicação: Beto Mettig
Produção: Huol Criações e Supernova Teatro
Produtores: Cacilda Povoas, Marcelo Moreno, Luisa Proserpio e Gabriela Laborda
Assistente Administrativo: Eliuma Brito
Realização: Bandurra Assessoria e Produção

O musical infanto-juvenil Papagaio foi contemplado pelo Edital nº 006 / 2009 - MANOEL LOPES PONTES – APOIO À MONTAGEM DE ESPETÁCULOS DE TEATRO NO ESTADO DA BAHIA – da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia

Sai resultado do edital France Libertés para montagem de espetáculo teatral

“A Farsa da Grande Fortuna”, projeto de Deusi Magalhães, foi selecionado para a montagem que terá como base texto “Reconsiderar a Riqueza” do filósofo francês Patrick Viveret.

A Secretaria de Cultura do Estado – SecultBA anuncia o projeto selecionado através do edital lançado em parceria com a France Libertés - Fundação Danielle Mitterrand – França para montar espetáculo teatral com base no texto “Reconsiderar a Riqueza” do filosofo francês Patrick Viveret. O projeto escolhido foi criado pela atriz e produtora teatral Deusi Magalhães e será apresentado gratuitamente no evento Eco-Brechó a ser realizado no parque de Pituaçú em outubro deste ano.

“Montar esse texto nos permite uma troca de visões de mundo, tendo sido escrito em francês, ele será montado pela primeira vez aqui no Brasil, a partir da representação que fazemos do mundo, dos valores sobre a riqueza, etc. Então vamos testar, porque mesmo tratando do mesmo assunto, o espetáculo baiano irá mostrar nossas particularidades. Além do mais, esta é uma boa oportunidade para tentarmos restabelecer elos entre a arte, a cultura e os fundamentos éticos, a vida em sociedade", afirma a assessora de Relações Internacionais da SecultBA, Monique Badaró.

O projeto conta com a participação de outros artistas baianos como Alda Valéria que divide com Deusi Magalhães a direção do espetáculo, Ilma Nascimento na produção, Luiz Parras na direção de arte, Jarbas Bittencourt na direção musical, Aparecida Oliveira, Giovani Nascimento, Jorge Batista e Leandro Reis na atuação.

“O texto será criado a partir de um roteiro e será desenvolvido em processo colaborativo com os atores durante o mês de agosto. A unidade dramática estará a cargo da dramaturga Ilma Nascimento. Numa segunda etapa, já com os textos das cenas definitivos, o ensaio será direcionado para a composição cênica da peça que contará com uma trilha sonora original de Jarbas Bittencourt”, afirma a proponente do projeto Deusi Magalhães.

Reconsiderar a Riqueza – Conhecido em todo mundo, o célebre texto francês trata dos fatores sociais, culturais, éticos e ambientais da sociedade. Em 2001, o então secretário de Estado para Economia Solidaria, Guy Hascoet, encomendou a Viveret a “missão de Eestado” de apresentar um detalhado relatório sobre os novos indicadores do desenvolvimento econômico com intuito de valorização desse desenvolvimento. Para isso, Viveret que também é economista, se juntou com diversos outros economistas de renome internacional para criar essa publicação.

Eles compreenderam um novo paradigma de desenvolvimento onde o foco do crescimento da economia deve estar ancorado nos valores humanos e ecológicos, com destaque para as riquezas humanas, sociais, éticas e culturais dos povos e nações. Após a primeira publicação, foi criado um coletivo de economistas, políticos, sociólogos, filósofos e pensadores independentes para dar continuidade ao trabalho.

Nos últimos anos, a Fundação France Libertés que luta há mais de 20 anos pela defesa dos Direitos Humanos, ingressou nesse coletivo incorporando intelectuais e ativistas que trabalham no eixo franco brasileiro como Henryane de Chaponay, Celina Whitaker e André Abreu de Almeida.

Investimentos – Desde 2007, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia comprometeu mais de R$ 32 milhões em ações para teatro em todo o Estado, sendo que aproximadamente R$ 5 milhões foram investidos em editais; R$ 18 milhões em projetos patrocinados e apoiados respectivamente pelo Fazcultura e Fundo de Cultura; R$1 milhão em requalificação de espaços e mais de R$ 7 milhões em ações de festivais, apoio a teatros e outras ações.

A famosa história de Teodorico Majestade na CAIXA Cultural



A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 1º a 12 de setembro, “Teodorico Majestade – As Últimas Horas de um Prefeito”.

A peça, que recebeu duas indicações do Prêmio Braskem de Teatro de 2008, traz a história do jogo das mazelas de muitos “homens públicos”, através dos conchavos e falcatruas praticadas na Prefeitura de Ilha Bela, cidade fictícia, que pode estar em qualquer lugar do Brasil.

No enredo, o Prefeito Teodorico Majestade está prestes a perder o seu mandato por causa de denúncias que vieram a público. Diante desta situação, o povo da cidade vai à porta da Prefeitura pedindo sua saída. A Câmara de Vereadores já não o apoia mais.

Em meio a esta confusão, uma representante do povo, Maria das Armas, é convidada para uma conversa particular e se torna a última esperança de Teodorico e seus comparsas. Mas será que Maria das Armas vai aceitar um acordo? E Teodorico se mantém no poder? Isso é o que o público vai descobrir com um diálogo leve e bem humorado sobre responsabilidades e cidadania.

TEATRO POPULAR DE ILHÉUS

O Teatro Popular de Ilhéus iniciou sua trajetória em 1995, fundado pelo ator e diretor Équio Reis, que reuniu oito artistas em torno de uma idéia corajosa: fazer teatro independente no Sul da Bahia, buscando nos anseios das comunidades grapiúnas, sua inspiração principal. No mesmo ano, o primeiro espetáculo "A estória engraçada e singela de Fuscão – o quase capão - e o cabo eleitoral", estreou fazendo apresentações nas ruas de Ilhéus, chamando atenção do público para a compra de votos nos períodos eleitorais. Daí em diante vieram outros espetáculos: "A Via Sacra", "O Bonequeiro Vitalino", "O Filhote de Espantalho", "O Boi e o Burro a caminho de Belém”, que ajudaram a firmar o grupo no cenário artístico do interior da Bahia.
O Teatro Popular de Ilhéus é Ponto de Cultura da Bahia e mantém o espaço Casa dos Artistas através de convênio com a Secretaria de Cultura do Estado.

Ficha Técnica
Texto e Direção: Romualdo Lisboa
Direção Musical: Elielton Cabeça
Produção: Rogério Matos
Figurinos: Tânia Barbosa
Cenário: C. Makalé
Iluminação: Ely Izidro
Elenco: Ely Izidro, Tânia Barbosa, Takaro Vítor, Aldenor Garcia e Elielton Cabeça.

Bahia sedia o mais importante encontro de Arte Rupestre da sua história



Evento internacional contempla as realizações simultâneas do 5º Seminário de Arte Rupestre da Universidade Federal da Bahia e a 3ª Reunião da Associação Brasileira de Arte Rupestre – ABAR, com apoio do Governo do Estado da Bahia e SecultBa/IPAC, a partir desta segunda-feira, dia 23, na cidade de Lençóis, Chapada Diamantina, com especialistas mundialmente reconhecidos

Originária de bacia sedimentar com 1,6 bilhão de anos, soerguida em camadas de arenitos, conglomerados e calcários, totalizando 38 mil quilômetros de serras, algumas com mais de mil metros de altura acima do nível do mar, a Chapada Diamantina (BA), considerada uma das mais ricas regiões do Brasil em cavernas, pinturas rupestres, fósseis vegetais e animais, entre outros vestígios arqueológicos, recebe a partir desta segunda-feira, dia 23 de agosto (2010) até dia 25 (quarta-feira), o mais importante evento internacional de Arte Rupestre já realizado no estado da Bahia.

O encontro internacional, que acontece no auditório Afrânio Peixoto da Fundação Pedro Calmon e no hotel Portal de Lençóis, ambos na cidade de Lençóis, Chapada Diamantina, é uma realização da Universidade Federal da Bahia (Ufba) com apoio do Governo da Estado da Bahia, através do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac) e secretaria estadual de Cultura (SecultBA), estando a organização geral à cargo do Grupo de Pesquisa Bahia Arqueológica – Ufba/CNPQ e Instituto Julio Cesar Mello de Oliveira. Também apóiam o evento a Prefeitura Municipal de Lençóis através da sua secretaria de Cultura e Turismo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), Fundação Pedro Calmon e agência Volta ao Parque.

Tendo como temática principal “Os múltiplos olhares sobre a arte rupestre”, o encontro reúne, simultaneamente, o 5º Seminário de Arte Rupestre da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e a 3ª Reunião da Associação Brasileira de Arte Rupestre (Abar), tendo como um dos expoentes a presença da mundialmente reconhecida arqueóloga brasileira Niède Guidon.

Com doutorado Arqueologia Pré-histórica pela Universidade Paris I - Sorbonne, na França, Guidon foi Professora da École d´Hautes Études em Sciences Sociales de Paris, fundadora e atual presidente da Fundação do Homem Americano (Fundham), idealizadora do Parque Nacional da Serra da Capivara e atual presidente da Organização Internacional para o Estudo e Preservação da Arte Rupestre. Ela passou a ser referência mundial obrigatória quando com suas pesquisas e achados arqueológicos mostrou que o povoamento do continente americano aconteceu muito antes do que se imagina e é difundido.

Enquanto as teorias mais conhecidas aceitam que os primeiros humanos chegaram às Américas há 15 mil anos, alguns sítios arqueológicos de Guidon reúnem artefatos que datam de 50 mil anos atrás, ou seja, vestígios humanos de 30 mil anos antes do que é aceito normalmente. Com grande equipe de trabalho e inúmeros projetos em andamento, Guidon reescreve assim a versão corrente da história demográfica do homem no planeta, enquanto o acúmulo de evidências arqueológicas fortalece cada vez mais as suas hipóteses.

Participam ainda, o subdiretor do Museu de História Natural de Paris, Dr. Denis Vialou e a Professora do Instituto de Paleontologia Humana de Paris, Dra. Agueda Vilhena Vialou, coordenadora da Missão Francesa de Arqueologia em Mato Grosso. As Professoras Anne Marie Pessis e Gabriela Martin da UFPE, especialistas de arte rupestre da Universidade Federal de Pernambuco, também participarão de mesas redondas.

POLÍTICA PÚBLICA – O encontro integra as ações que o Governo do Estado da Bahia, vem realizando através do IPAC/SecultBA para desenvolver políticas públicas de preservação dos patrimônios arqueológicos da Bahia e atender expectativas do 1º Fórum de Patrimônio Material da Bahia, realizado em maio de 2008 sob promoção do IPAC/Secult-BA, na cidade de Lençóis, que recomendou a criação de um plano de manejo e um roteiro de visitação dirigida aos patrimônios materiais da Bahia. Desde então o IPAC realiza visitas seqüenciadas aos municípios da Chapada, promove cursos, seminários e oficinas de educação patrimonial, assina acordos, cooperações técnicas e parcerias com prefeituras municipais e com iniciativas como esta, da Ufba/Grupo de Pesquisa Bahia Arqueológica/CNPQ.

Para o secretário de Cultura, Márcio Meirelles, a Bahia é um dos estados brasileiros mais ricos em edificações significativas e sítios arqueológicos. “Nosso estado dispõe de extensa quantidade e qualidade de patrimônio material, como as construções seculares tombadas, pinturas rupestres, fósseis arqueológicos ou grutas”, diz Meirelles. O diretor geral do IPAC, Frederico Mendonça, explica que apesar da reconhecida riqueza patrimonial e arqueológica dessa região, faltavam ações de articulação entre as esferas governamentais e a sociedade civil que possibilitem a salvaguarda permanente e o usufruto desses patrimônios culturais e ambientais.

“Além de mobilização e informação técnica e valorização desses patrimônios arqueológicos, paleontológicos, naturais, paisagísticos e arquitetônicos, com essas iniciativas o governo estadual está formando uma rede voltada à conservação e promoção do patrimônio cultural da Bahia”, explica Mendonça. O diretor do Instituto alerta ainda da urgência dos gestores municipais conhecerem melhor os patrimônios arqueológicos dos seus municípios, criarem legislações próprias de preservação e políticas públicas efetivas que aglutinem as populações locais, organizações não-governamentais e órgãos públicos lá sediados.

Com os encontros fóruns e seminários que apóia, o IPAC/SecultBA pretende fomentar a criação de instrumentos normativos para a proteção e a promoção dos bens patrimoniais, catalogar e mapear esses mananciais, para, finalmente, explorar adequadamente e com segurança ambiental o turismo nessa região. “Essas são premissas básicas para a proteção, conservação e aproveitamento sustentável desses recursos, que, em última instância, serão transformados em vetores de desenvolvimento econômico e social desses municípios”, diz o diretor do IPAC.

“Com um circuito patrimonial, ambiental e turístico construído conjuntamente pelos poderes públicos federal, estadual e municipais, essa proposta pode trazer benefícios concretos para a preservação do patrimônio cultural e ambiental, além de novas perspectivas para o desenvolvimento econômico e social dessa importante região na Bahia”, completa Mendonça.

ARTE RUPESTRE - De acordo com o professor Carlos Etchevarne, do departamento de Antropologia da Ufba e coordenador geral deste evento internacional, pretende-se apresentar novos dados de pesquisas realizadas no Brasil, assim como, discutir enfoques conceituais ou metodológicos já utilizados em outros países, que permitam avançar na reflexão sobre esse tipo particular de patrimônio arqueológico que é a Arte Rupestre.

Já em sessões específicas serão analisados os posicionamentos das comunidades de não-especialistas com relação aos sítios de pinturas e gravuras arqueológicas. Segundo Etchevarne a relação entre as comunidades contemporâneas que se defrontam com grafismos rupestres não passa unicamente pela questão de preservação dos sítios e de seu entorno. “Podemos admitir que a noção de patrimônio esteja mais próxima da apropriação feita pelas comunidades do que algumas classificações técnicas de especialistas”, diz o especialista.

Entre os especialistas internacionais presentes no evento estão a professora Ágüeda Vilhena Vialou, pesquisadora do Museum d´Histoire Naturelle de Paris e coordenadora da Missão Arqueológica Franco-Brasileira que atua, desde há 20 anos, em Mato Grosso. Sua obra referente a sítios de Pinturas e Gravuras é vasta, refletindo suas pesquisas no Brasil, na França e em Portugal. Participará da mesa redonda apresentando novos dados sobre sítios de arte rupestre matogrossenses traçando quadro nacional de estilos pictóricos. Já o professor Denis Vialou, é pesquisador e docente do Museum d’Histoire Naturelle de Paris, subdiretor do Museu do Homem, e um dos maiores especialistas em Arte Rupestre do Paleolítico Europeu, e estará nas mesas redondas abordando novas correntes de pesquisa e interpretação sobre a temática rupestre.

Participam ainda os pesquisadores Gabriela Martin, professora de Arqueologia e Vice Coordenadora do Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Pernambuco (Ufpe), Anne Marie Pessis, fundadora e coordenadora da Pós-Graduação em Arqueologia da UFPE, fundadora da Fundação do Homem Americano e ex-consultora da UNESCO para patrimônio cultural em América do Sul, professora Edithe Pereira do Museu Emilio Goeldi (Belém, Pará) do Ministério da Ciência e Tecnologia, além de Roseane Limaverde diretora da Fundação Casa do Homem do Cariri – instituição premiada pela UNICEF e pelo Ministério da Cultura, e Francisco Alemberg da Fundação da Casa do Homem do Cariri, que foi agraciado com a Ordem de Cavalheiro pelo Ministério da Cultura em 2004 por relevantes serviços à área.

Acontecerá ainda um minicurso com a professora doutora Marcela Rucq membro do Grupo de Pesquisa Bahia Arqueológica (Cnpq) que trabalha na preparação editorial e na direção fotográfica de publicações de peso, em Arqueologia e, sobretudo, em Arte Rupestre, no Brasil e na Europa. Informações e inscrições através dos contatos institutojcmo@gmail.com e www.bahiarqueologica.com.br

CHAPADA DIAMANTINA - É definida como uma região de serras, vales e cumes, situada no centro da Bahia, onde nascem quase todos os rios das bacias hidrográficas do Paraguaçu, Jacuípe e Rio de Contas, com formação de quedas d’água, corredeiras e cachoeiras. Na região foi criado um parque nacional, em 1985, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) do governo federal. A vegetação é exuberante, composta de espécies da caatinga e da florada serrana, com destaque para bromélias, orquídeas e sempre-vivas. As serras abrangem cerca de 38 mil quilômetros quadrados. Depois da formação da bacia sedimentar há cerca de 1,6 bilhão de anos, depositaram-se nessa região sedimentos sob a influencia de rios, ventos e mares. Posteriormente, aconteceu o “soerguimento” acima do nível do mar, e as inúmeras camadas de arenitos, conglomerados, e calcários, da Chapada de hoje, mostram esses depósitos sedimentares primitivos. Os conjuntos arquitetônico-históricos da região também são tombados como patrimônios culturais da Bahia e do Brasil.



· Evento: Encontro Internacional - ARTE RUPESTRE, 5º Seminário de Arte Rupestre da Universidade Federal da Bahia e a 3ª Reunião da Associação Brasileira de Arte Rupestre – ABAR
· Organização: Grupo de Pesquisa Bahia Arqueológica – UFBA/CNPQ e Instituto Julio Cesar Mello de Oliveira
· Local: Hotel Portal de Lençóis e Auditório Afrânio Peixoto (Cidade de Lençóis, Chapada Diamantina, Bahia)
· Data: 23 a 25 de agosto de 2010
· Contatos: institutojcmo@gmail.com
· Outras informações e inscrições: www.bahiarqueologica.com.br
· Apoios: Governo da Bahia/IPAC/SecultBA, FAPESB, CNPQ, Fundação Pedro Calmon, Agência Volta ao Parque

PROGRAMAÇÃO:

SESSÕES TEMÁTICAS

Sessão 1 - Arte rupestre. O olhar do especialista
(Destinado a pesquisadores)
Nesta sessão serão analisadas e discutidas as novas abordagens e os resultados de recursos técnicos aplicados ao estudo da arte rupestre. Serão ensejadas as participações de profissionais que tragam à discussão novos dados de registros de campo, que apresentem revisões de trabalhos com o uso de tecnologias ou procedimentos recentes, que tornem público descobertas de novas áreas com sítios arqueológicos rupestres, entre outros.

Sessão 2 - Arte rupestre. O olhar da sociedade
(Destinado a pesquisadores)
Nesta sessão temática será tratada a relação da pesquisa arqueológica, sobre sítios de pinturas e gravuras rupestres, e as comunidades contemporâneas, especialmente as que moram próximas a eles. Será enfatizada a perspectiva nativa acerca desse tipo de testemunho, gênese, modus operandi, temporalidade e pertinência social, ou seja, todos os aspectos que tenham a ver com a percepção da comunidade de não especialistas. Também esta sessão será o espaço destinado a expor às experiências de caráter social que a pesquisa arqueológica possa ter propiciado, levando em conta que, normalmente, os sítios com pinturas e gravuras se encontram em área rural, com difícil acesso a recursos para satisfazer as necessidades básicas. Neste aspecto, fica em evidência que a noção de patrimônio vincula-se estreitamente à de cidadania plena.

Sessão 3 - Arte rupestre. Um olhar diferenciado
(destinado a não especialistas)
Esta sessão está destinada inteiramente à apresentação dos resultados dos trabalhos efetuados pela equipe Bahia Arqueológica da UFBA, com representantes de comunidades dos municípios da Chapada Diamantina, que são parte integrante dos projetos de pesquisa. O foco está destinado a demonstrar a mudança de atitude dos habitantes dos municípios de Lençóis, Palmeiras, Brotas de Macaúbas, Iraquara, Wagner e Morro do Chapéu, enfatizando o valor dos sítios de arte rupestre como patrimônio coletivo.

Sessão 4 - Arte rupestre. O olhar das instituições de proteção patrimonial
(destinado a representantes de órgãos federais, estatuais e municipais)
Esta seção foi incluída com o objetivo de apresentar as diretrizes atuais dos órgãos públicos de proteção ao patrimônio cultural, apontando as mudanças de perspectivas ocorridas recentemente, em que os aspectos sociais envolvidos no processo de patrimonialização começam a ter igual peso que os posicionamentos técnicos dos especialistas.

MESAS REDONDAS
Participantes

Prof.ª Dr.ª Niède Guidon - Professora aposentada de École d´ Hautes Études em Sciences Sociales de Paris, ex- chefe da missão franco-brasileira no Piauí, fundadora e atual presidente da Fundação do Homem Americano FUNDHAM, professora do Programa de Pós-Graduação em Arqueologia da UFPE, ex-presidente da Associação Brasileira de Arte Rupestre, idealizadora do Parque Nacional da Serra da Capivara e atual coordenadora das pesquisas da FUNDHAM. Atual presidente da IFRAO (organização internacional para o estudo e preservação da arte rupestre)

Prof.ª Dr.ª Gabriela Martin - Professora de Arqueologia da UFPE. Fundadora e Vice Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Arqueologia da UFPE, fundadora e atual presidente da Fundação Seridó de Rio Grande do Norte, Fundadora e ex-Presidente da Sociedade de Arqueologia Brasileira, fundadora do Núcleo de Pesquisas Arqueológicas da UFPE. Especialista em Arte Rupestre. Autora de livro fundamental sobre Pré-História do Nordeste.

Prof.ª Dr.ª Anne Marie Pessis - Professora da UFPE. Fundadora e Coordenadora da Pós-Graduação em Arqueologia da UFPE, fundadora da Fundação do Homem Americano (FUNDHAM), ex-consultora da UNESCO para patrimônio cultural em América do Sul, ex-presidente da Associação Brasileira de Arte Rupestre. Fundadora e atual Diretora do Instituto do Semi-Árido. Especialista em Arte Rupestre. Autora de livro de referência sobre Arte Rupestre da Serra da Capivara.
Profa. Dra. Ágüeda Vilhena Vialou - Docente e Pesquisadora do Museum d´Histoire Naturelle de Paris é coordenadora da Missão Arqueológica Franco-Brasileira que atua, desde há 20 anos, em Mato Grosso. Sua obra referente a sítios de Pinturas e Gravuras é vasta, refletindo suas pesquisas no Brasil, na França e em Portugal. Participará da mesa redonda apresentando os novos dados sobre os sítios de arte rupestre matogrossenses traçando um quadro nacional de estilos pictóricos.

Prof. Dr. Denis Vialou - Pesquisador e docente do Museum d’Histoire Naturelle de Paris, Sub-diretor do Museu do Homem, é um dos maiores especialistas em arte rupestre paleolítico europeu. Publicou artigos em revistas especializadas e é autor de livros de referências na temática de arte rupestre. Ademais tem ampla experiência de trabalhos arqueológicos no Brasil (São Paulo e Mato Grosso). Formará parte das mesas redondas abordando as novas correntes de pesquisa e interpretação sobre a temática rupestre.

Dra. Edithe Pereira - Pesquisadora Titular do Museu Emilio Goeldi (Belém, Pará) do Ministério da Ciência e Tecnologia. Área de atuação em Arqueologia Amazônica, com ênfase em Arqueologia Pré-Histórica, atuando principalmente nas áreas de arte rupestre, patrimônio arqueológico e arqueoturismo.

Dra. Roseane Limaverde - Pesquisadora em Arqueologia, especializada em Arte Rupestre. Diretora da Fundação Casa do Homem do Cariri (CERA), instituição premiada pela UNICEF e pelo Ministério da Cultura. Coordena um programa destinado à preservação de sítios de arte rupestre, com participação das comunidades rurais.

Prof. Francisco Alemberg de Souza Lima - Pesquisador sobre cultura Popular e Fundador da Fundação Casa do Homem do Cariri, recebeu a Ordem de Cavalheiro pelo Ministério da Cultura em 2004. Tem trabalhado em programas de em ações culturais junto a comunidades rurais e em bairros populares, especialmente com tradições musicais e literárias. Atualmente desenvolve um projeto junto a comunidades que moram em torno dos sítios arqueológicos de arte rupestre. Participará como palestrante na sessão dedicada a ações culturais, apresentando a Experiência da Fundação da Casa do Homem do Cariri.

Minicurso
Dra. Marcela Rucq. Professora universitária, designer gráfica, arquiteta, membro do Grupo de Pesquisa Bahia Arqueológica (CNPQ), tem trabalhado na preparação editorial e na direção fotográfica de publicações de peso, em Arqueologia e, sobretudo, em Arte Rupestre, no Brasil e na Europa. Pela sua experiência no campo arqueológico tem refletido sobre as dificuldades existentes nos estudos para a representação gráfica de arte rupestre e lança uma proposta de modelo a ser seguido para que o registro seja inteligível para qualquer profissional. A sua participação em uma mesa redonda trará a formatação conceitual e técnica para esse modelo de registro gráfico na arte rupestre.

Comunicações para as sessões temáticas
- Pesquisadores de diversas partes do Brasil
- Representantes de agentes patrimoniais de comunidades da região da Chapada Diamantina.

1º dia – 23/08
08:00 h - Credenciamento
Inscrição e entrega de material do evento
Local: Portal de Lençóis

08:30 h - Abertura Oficial
Mesa de abertura:
Frederico Augusto Mendonça – IPAC
Carlos Etchevarne – Grupo de Pesquisa Bahia Arqueológica
Niède Guidon – Presidente da ABAR
Marcos Airton - Prefeito de Lençóis
Local: Portal de Lençóis

09:00 h - Palestra de Niéde Guidon
Um olhar sobre a Serra da Capivara
Local: Portal de Lençóis

9:45 h - Mesa 1: Arte rupestre. O olhar do especialista
Mediador: Águeda Vilhena Vialou
Gabriela Martin
Niéde Guidon
Anne-Marie Pessis
Local : Portal de Lençóis

10 h - Mesa 2: Arte Rupestre. O olhar das instituições de proteção patrimonial
Mediador: Carlos Costa
Maria Clara Migliaccio
Maria Lúcia Franco Pardi
Frederico Augusto Mendonça
Local: Auditório Afrânio Peixoto

12:30 h - Almoço livre
14:00 - 17:00 h Sessão de comunicações coordenadas
Coordenação: Fabiana Comerlato
Local: Hotel Portal de Lençóis
Horários das comunicações:
14:00 – 14:20 h. Perspectivas da comunidade sobre as pinturas rupestres na região do Seridó: o caso do Município de Carnaúba dos Dantas – RN. Ana Catarina Torres Ramos, Lívia Blandina, Cláudia Oliveira
14:20 – 14:40 h. O patrimônio arqueológico rupestre no agreste pernambucano: a comunidade em foco. Claristella Alves dos Santos, Viviane Maria C. de Castro, Marinete Neves Leite
14:40 – 15:00 h. Intervenção de Conservação em um sítio da Tradição Nordeste do PARNA Vale do Catimbau. Maria Conceição S. Meneses Lage, Welington Lage, Luís Carlos Duarte Cavalcante, Laiane Moura

Festa de Comemoração de 01 ano da San está chegando!

O rock dos pernambucanos da Mombojó irá ecoar no Pelourinho no sábado, 28



Para completar a festa, irão se apresentar ainda a banda soteropolitana Maglore e o DJ El Cabong

Quatro anos após o lançamento do seu segundo CD (Homem-Espuma – 2006) e dois anos após a última apresentação da banda na capital baiana, o grupo pernambucano Mombojó voltará a Salvador no dia 28 de agosto para apresentar o seu mais novo trabalho, o CD Amigos do Tempo, como parte da agenda do Pelourinho Cultural, programa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. O show, que será no Largo Tereza Batista a partir das 19h, contará também com o rock tropical da banda baiana Maglore e com a discotecagem eletrizante do DJ el Cabong.

Formada atualmente por Felipe (vocal e guitarra), Chiquinho (teclado e sampler), Samuel (baixo), Marcelo (guitarra) e Vicente (bateria) o Mombojó volta à ativa, após um período de readaptação à sua nova realidade de quinteto, com um trabalho influenciado pelo lounge e R&B (Rhrythm and Blues), estilo musical que se desenvolveu a partir do blues, soul e funk. O rock indie do Mombojó também ganha quê a mais de música eletrônica em Amigos do Tempo. “Perdemos quatro braços para tocar instrumentos, então acabamos recorrendo a alguns samplers feitos por nós” afirma Chiquinho ao se referir à perda do flautista Rafael Torres, falecido em 2007 e à saída do violinista Marcelo Campello, no ano seguinte.

O novo disco, que será apresentado à Bahia pela primeira vez no Pelourinho, foi gravado ao longo de três anos e em mais de oito estúdios diferentes e conta com a participação de convidados especiais como a Orquestra Jovem do Conservatório Pernambucano de Música e a Orquestra Sinfônica do Recife. Segundo o tecladista do grupo, a expectativa para o show é a melhor possível. “Salvador é sem dúvidas um dos lugares onde mais gostamos de tocar”, diz Chiquinho. “E olha que eu não estou falando isso só para puxar o saco, nós gostamos mesmo, o público é ótimo, bastante receptivo com a banda desde o começo”, conclui.

Com uma trajetória curta, mas cheia de sucesso, a banda Maglore irá abrir a noite com seu som leve e contagiante. Nascida em 2009, em busca de um estilo que mescla a elegância do folk e do rock britânico à descontração das harmonias latinas, a Maglore é atualmente composta por Igor Andrade (bateria), Leo Brandão (guitarra, teclado e vocais) Nery Castro (contrabaixo) e Teago Oliveira (guitarra, voz e composições). Para o vocalista da banda será uma honra dividir o palco com o grupo Pernambucano no Pelourinho. “Pra gente, é uma realização, pois sabemos da importância do Mombojó na cena independente e todo mundo da banda gosta muito do som deles. Quando fomos chamados pra abrir o show dos caras ficamos muito felizes”, afirmou Teago.

A animada noite de música no Largo Tereza Batista contará ainda com a presença do jornalista, blogueiro e DJ soteropolitano Luciano Matos, mais conhecido na cena musical como el Cabong. Luciano atua em diversas festas eletrônicas da capital baiana como a Nave, que já acontece em Salvador há 5 anos e é focada em rock e pop, e o Baile do Esquema Novo, onde os DJs promovem uma discoteca da música brasileira com muito samba, rock e batucada.

Para aqueles que quiserem garantir seus ingressos para o show no Pelourinho, as entradas custam R$40 (inteira) e R$20 (meia) e já estão a venda na Zauber Multicultura (Pelourinho), na Trench Town (Galeria Madson Plaza, Pituba) e na Urbanorama (Rio Vermelho). Quem quiser, pode optar por pagar R$30 (inteira) ou R$15 (meia) e contribuir com 2 quilos de alimentos não-perecível, que serão doados para a Sociedade Beneficente Ilê Axé Opo Aganju.



Confira outras atrações do Pelourinho Cultural no site www.pelourinho.ba.gov.br


Serviço:

Mombojó, Maglore e Dj El Cabong
Quando: 28 de agosto, 19h
Onde: Largo Tereza Batista
Quanto: R$40 (inteira) ou R$30 + 2 kg de Alimentos não-perecível*
R$ 20 (meia-entrada) ou R$ 15 + 2 kg de Alimentos não-perecível*
Já à venda na Zauber Multicultura (Pelourinho), Trench Town (Galeria Madson Plaza/Pituba) e Urbanorama (Rio Vermelho). Os ingressos também serão vendidos no local.

*As doações serão encaminhada para Sociedade Beneficente Ilê Axé Opo Aganju