terça-feira, 6 de junho de 2017

Salvador é a primeira capital nordestina a realizar cirurgia de Crioablação cardíaca



Salvador é a primeira capital nordestina a realizar cirurgia cardíaca de Crioablação cardíaca. Trata-se de um  procedimento que é realizado para  "desligar" células cardíacas, que criam batimentos cardíacos irregulares (arritmia). Após o procedimento, o ritmo normal do coração devem ser restaurados.  A intervenção cirúrgica foi realizada hoje (06),  no Instituto Cardio Pulmonar, sob a coordenação do cardiologista Luiz  Magalhães e sua equipe. 

A equipe de médicos baianos que atuaram na cirurgia foi composta por Jussara Pinheiro, Oto Oliveira Santana, Alex  Teixeira Guabiru, e o cardiologista  Henrique Cesar de Almeida Maia, que atua em Brasília, e  já aplica a técnica  com  muita  freqüência.  A empresa baiana Medicicor  forneceu o console de crioablação para o ato cirúrgico.

A crioablação cardíaca é um procedimento minimamente invasivo considerado como o mais eficiente para o tratamento definitivo de diversas arritmias cardíacas, dentre elas a mais comumente diagnosticada pelos especialistas, a fibrilação atrial.

A técnica de crioablação cardíaca é realizada com o auxílio de cateteres inseridos em veias e artérias da pessoa acometida pela arritmia cardíaca. Por não necessitar de aberturas ou incisões cardíacas, a recuperação da crioablação é rápida, permitindo que o paciente receba alta hospitalar em até 24 horas após o procedimento.

Além de eliminar os sintomas das arritmias cardíacas, a crioablação, em muitos casos, permite que o paciente seja liberado do tratamento medicamentoso, ficando livre dos efeitos colaterais que a terapia medicamentosa pode causar futuramente.

O procedimento de crioablação cardíaca é recomendado como um tratamento para quase todas as arritmias cardíacas. Mas são orientadas à técnica, principalmente, aquelas pessoas que respondem mal ao tratamento medicamentoso, possuem alguma restrição às substâncias presentes nos remédios ou as que necessitam de doses muito altas para o controle do ritmo cardíaco.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário