quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Diferentes gerações ilustram Jorge Amado em exposições na Flipelô

Foto: Lucas Rozário.

Festa Literária Internacional do Pelourinho traz Jorge e sua obra pela visão do seu amigo, o artista plástico Carybé, e pelo grafiteiro Denissena


Grande homenageado da Flipelô 2017, o escritor Jorge Amado é tema de duas exposições em espaços da SecultBA durante toda a festa. Grande amigo de Jorge, Carybé marcará presença no evento com a exposição 100x100 Carybé Ilustra Amado, na Galeria Solar Ferrão. Já o artista visual Denissena é autor da exposição grafitada Vida e Histórias de Jorge Amado, em cartaz na Casa do Governo na Flipelô (nº 12, Largo do Pelourinho), uma visão diferente, mas que também traz influências do próprio Carybé.

Criada para comemorar o centenário dos dois artistas, 100x100 Carybé Ilustra Amado busca promover uma reflexão sobre a cultura da Bahia através do relato da amizade entre dois grandes ícones responsáveis por obras de que mesclam originalidade e beleza, a  mostra traz ilustrações de obras como O Sumiço da Santa e Jubiabá, além de fotos que revelam diferentes momentos da amizade entre Jorge e Carybé.

“Eles pareciam dois moleques. Quando estavam na mesma cidade, encontravam-se constantemente e, quando não estavam juntos, trocavam cartas, fax… Se ainda estivessem por aqui, certamente, trocariam e-mails”, brinca Solange Bernabó, filha de Carybé e curadora da mostra, a qual tem o projeto expográfico assinado pelo arquiteto Daniel Colina e pelo designer Gabriel Carybé. A exposição traz ilustrações de marcos da literatura de Jorge Amado, como A Morte e A Morte de Quincas Berro D’água e O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá.

Retratando Jorge Amado por meio da arte urbana, o artista visual Denissena realizou uma performance ao vivo para o público da Flipelô neste dia 10, grafitando os quadros que fazem parte da sua exposição na Casa do Governo, “Vida e Histórias de Jorge Amado”. “O diferencial desse formato de exposição é que convida o público a acompanhar o processo criativo e estimula a proximidade e o diálogo com o artista, que às vezes parece tão distante das pessoas”, explica, relembrando que neste mesmo formato já promoveu trabalhos dedicados a personalidades como Gonzaga e Caymmi, e pretende uma próxima sobre personalidades negras como Mário Gusmão, Batatinha, Mãe Hilda e Neguinho do Samba.

Composta por 22 quadros grafitados, a exposição permanece aberta para visitação durante toda a Flipelô, e foi fruto de pesquisas realizadas pelo próprio artista. As pinturas retratam personagens, pessoas e momentos da vida do escritor. “Tenho como referência artistas que conviveram com Jorge, como Carybé, tanto na pesquisa quanto na inspiração. Também pude descobrir fatos sobre Jorge que eu não sabia, como a sua relação com a música, os trabalhos feitos com Caymmi. E o papel da arte é justamente resgatar. Jorge tem um legado cultural importantíssimo que sempre estará vivo”, afirma.

A FLIPELÔ vai ocupar museus, teatros, cinema, praças e espaços dos mais diversos do Centro Histórico.  De 9 a 13 de agosto, as ruas e espaços culturais do Centro Histórico serão palco de uma programação diversificada, que envolve saraus, debates, encontros, oficinas literárias, apresentações teatrais, leituras dramáticas, exibições de vídeo e shows musicais, com atividades que atendem aos públicos adulto e infanto-juvenil. A abertura do evento acontecerá na Igreja de São Francisco, com um Sarau de Maria Bethânia, no dia 9 de agosto, às 20h em uma apresentação para convidados. O projeto, que comemora os 30 anos da Fundação Casa de Jorge Amado, será também uma grande homenagem ao escritor Jorge Amado, na medida em que traz o PELOURINHO, cenário de parte da sua obra, para o roteiro de eventos literários, além de festejar Zélia Gattai e Myriam Fraga. A programação da SecultBA no evento é promovida através de suas unidades vinculadas: a Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), o Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), a Fundação Pedro Calmon (FPC), a Diretoria de Museus (Dimus) e o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac).

Serviço

Exposição ‘100×100 Carybé Ilustra Jorge Amado’
Local:
 Galeria do Centro Cultural Solar Ferrão
Visitação: durante a Flipelô, 9h às 17h

Exposição Vida e Histórias de Jorge Amado – Denissena
Local: Casa do Governo na Flipelô (nº 12, Largo do Pelourinho)

Visitação: durante a Flipelô, 9h às 17h30
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário