10/04/2018

Oficina no Lálá Multiespaço aborda diálogo entre Músicas Eletrônica e Acústica


Ministrada pelo Coletivo Invisível, a oficina integra o projeto LáláB – Pague Minha Pauta, que tem apoio do Fundo de Cultura

O Coletivo Invisível, grupo que realiza música a partir da elaboração, transformação e utilização de elementos de música eletrônica e acústica em ambientes de imersão sonora a visual, ocupará o Lálá Multiespaço com a oficina “Construção e improvisação: diálogos entre as músicas eletrônica e acústica”, no sábado (14), das 10h às 18h. Gratuita e voltada para pessoas que trabalhem com música acústica ou eletrônica, a ação será finalizada com uma jam session aberta ao público, às 19h.

A atividade faz parte do projeto LáláB – Pague Minha Pauta, que realizará 40 shows e quatro oficinas entre os meses de janeiro e abril, no espaço cultural no Rio Vermelho. Com o apoio financeiro do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, mecanismo de fomento das secretarias da Fazenda e de Cultura do Estado da Bahia, por meio do Edital de Dinamização de Espaços Culturais, executado pela Diretoria de Espaços Culturais (DEC), as ações têm realização do Lálá com produção da Maré Produções Culturais.

A oficina propõe uma vivência de formação e compartilhamento para músicos, DJs e produtores musicais. Uma experiência tanto técnica quanto criativa, de encontro entre a música eletrônica e acústica, passando por técnicas específicas, aspectos de criação coletiva, improvisação e experimentalismo. Sem pretensão de métodos definitivos, a ideia é fazer um processo de compartilhamento de conhecimentos e referências, culminado por criação e experimentação musical. A atividade parte da experiência de mais de dez anos do Coletivo Invisível e passa por uma dinâmica de troca das experiências de todos os presentes, atingindo algo sintético que possa se traduzir na apresentação de finalização da oficina.

A atividade terá seis horas de duração, com um intervalo para almoço, e as 15 vagas serão distribuídas de acordo com as afinidades dos inscritos com o tema. Os interessados devem se inscrever através do e-mail contato@mareproducoesculturais.com.br, enviando nome, idade, breve currículo apresentando sua trajetória e referências musicais, bem como descrever seu interesse pelo tema da oficina (apenas um parágrafo cada). As inscrições podem ser feitas até dia 12 de abril, às 12h. Os selecionados receberão confirmação através do e-mail.

Coletivo Invisível - Criado em 2005 a partir do encontro de músicos com diferentes formações e interesses em comum, tem como principal proposta o diálogo entre diferentes tradições musicais e linguagens artísticas, a experimentação e a criação coletiva. Os três músicos que formaram o coletivo trazem consigo suas influências e pesquisas em música eletrônica (DJ Bone), musica popular e poesia (Martim Reyes), Jazz e Música erudita (Raíden Coelho), que estão presentes nos diversos trabalhos do grupo. Neste projeto, as construções sonoras se encontram numa ambientação dramática, imersiva e introspectiva, valendo-se de materiais sonoros diversos e experimentais, como as sonoridades frequentemente encontradas na música nordestina e as texturas e efeitos da música eletrônica.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br

SERVIÇO

Oficina “Construção e improvisação: diálogos entre as músicas eletrônica e acústica”
Quem: Coletivo Invisível
Quando: 14 deabril (sábado), das 10h às 18h
Quanto: Gratuito
Onde: Lálá Multiespaço - Rua da Paciência, 329, Rio Vermelho.

Inscrições: Enviando nome, idade, breve currículo apresentando trajetória e referências musicais e descrevendo seu interesse pelo tema da oficina (apenas um parágrafo cada), para o e-mail contato@mareproducoesculturais.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário