09/08/2018

Mulheres birmanesas são o objeto da exposição de Sinisia Coni, na Forneria




Valeska Calazans e o chef Celso Vieira abrem as portas da sua Forneria no dia 15, às 19h, para apresentar a nova exposição fotográfica que ficará em cartaz no restaurante. Desta vez, as imagens são sete registros da fotógrafa Sinisia Coni feitos em Myanmar, ou Birmânia, país do sudeste asiático, em sua última viagem à Ásia, este ano. A mostra Myanmar - Mulheres tem curadoria da designer Magu Atala e, como o título já denuncia, retrata apenas as mulheres birmanesas e suas peculiaridades.

“Entre tantas e belíssimas fotos fiquei tocada com a sensibilidade com que as mulheres birmanesas, tão distintas e peculiares, foram retratadas e, por ser um tema tão importante atualmente, decidi escolher esse viés onde podemos mergulhar, através dos olhos da Sinisia, nos diversos aspectos da condição feminina nesse país”, escreveu Magu no texto curatorial. 

Dentre as curiosidades de Myanmar, está a de uma determinada região, na província de Chin onde, no passado, por serem consideradas belíssimas, as garotas eram raptadas pelos reis que as escravizavam. Sem poder se defender de outra maneira, as anciãs da aldeia começaram a tatuar os rostos de suas meninas e com isso tirar sua beleza evitando com isso que fossem roubadas de suas famílias. Além das mulheres tatuadas, as artesãs de pescoço comprido, conhecidas como mulheres-girafa, também foram clicadas por Sinisia.

Serviço
O que: Exposição fotográfica Myanmar – Mulheres
Quem: fotógrafa Sinisia Coni, com curadoria de Magu Atala
Onde: Forneria – Rua Almerinda Dultra, 67 – Rio Vermelho – Tel: 3334-7232
Quando: abertura no dia 15 de agosto, às 19h
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário