sexta-feira, 7 de abril de 2017

Arte de Falar – Por uma Comunicação Criativa



Através da arte é possível despertar um modo criativo e pessoal de estabelecer uma comunicação saudável em todos os âmbitos da vida. Dar voz para que cada pessoa se aproprie de uma fala genuína e que a comunicação se transforme numa troca prazerosa.

O projeto Arte de Falar – Por uma Comunicação Criativa,coordenado e idealizado pela atriz e educadora Mariana Freire, com a participação da psicóloga Carolina Pazos, volta a acontecer naCasa Guió, Rio Vermelho. No dia 17 de abril (segunda-feira) tem uma palestra aberta, a partir das 19h, e no dia 29/4 (sábado), um workshop, das 14h às 18h.

A proposta é proporcionar, para todas as pessoas e instituições que necessitem de uma comunicação mais eficaz e humana, um espaço dinâmico e vivencial dos aspectos que englobam voz, fala e comunicação. A metodologia é composta de atividades lúdicas e criativas, como brincadeiras, jogos teatrais, dinâmicas grupais e individuais, por meio das quais o indivíduo desperta para uma comunicação mais personalizada.

“Todas as atividades buscam a integralidade de cada ser, fazendo o casamento entre o conhecimento racional e o intuitivo. Desta forma, as aulas transcorrem de maneira vivencial a fim de identificar limitações, liberar bloqueios e instrumentalizar o indivíduo para que ele encontre sua realização pessoal na arte de comunicar”, conta Freire.

No dia 29, durante 04 horas de atividades práticas, cada participante terá a oportunidade de desenvolver, a partir de vários estímulos, uma apresentação criativa com escolha livre do assunto. Ou seja, cada um pode desenvolver um tema relacionado ao âmbioto profissional ou pessoal. “Isto é feito através de diversos jogos teatrais, exercícios coletivos e individuais, das pequenas apresentações públicas e da filmagem. Durante o workshop, cada integrante pode tanto potencializar seus pontos fortes como identificar aspectos da sua apresentação pública que precisam ser aprimorados”, complementa Freire.

Para Pazos, a todo momento cada participante poderá experienciar aspectos limitantes da sua voz, fala e comunicação, tanto individualmente como na relação grupal, despertando e potencializando sua criatividade. “A oficina é ideal para pessoas que possuem timidez, bloqueios com a fala em público, medos diversos ou que desejem se re-conhecer”, pontua.

Mariana Freire - Atriz, educadora e especialista em Ludicidade e Desenvolvimento Criativo de Pessoas. Teve participação em mais de 30 espetáculos teatrais, também realizando atividades como diretora de  teatro, produtora cultural, apresentadora, professora e preparadora de corpo, voz e interpretação em eventos diversos. Atualmente, usa toda a sua energia para beneficiar o máximo de pessoas através do projeto Arte de Falar – Por Uma Comunicação Criativa. Através da pós-graduação pode (re)confirmar que o caminho para a autorrealização é mesmo pela criatividade e ludicidade.

Carolina Pazos - Especialista em Ludicidade e Desenvolvimento Criativo de Pessoas, psicóloga e educadora. Trabalhou por 15 anos em organizações dos mais variados portes e segmentos, sempre com foco em desenvolvimento de pessoas. Se reinventou através da ludicidade com muita criatividade. Fez uma transição de carreira e hoje continua focada em pessoas e no desenvolvimento delas, porém caminha em uma estrada mais alegre e livre, com entusiasmo e satisfação, compartilhando suas experiências e seu saber através de palestras, workshops, atendimento clínico e trabalhos com grupos. Hoje sabe que, através de uma vida mais plena de criatividade, pode-se transformar a vida em potência de felicidade.

Mediadoras:
.Mariana Freire (Bacharel em Interpretação Teatral e Especialista em Desenvolvimento Criativo de Pessoas)
.Carol Pazos (Psicóloga e Especialista em Desenvolvimento Criativo de Pessoas)
Inscrições pelo e-mail artedefalar8@gmail.com


Mais informações:
Flavia Castagno - 71 99977-7616 / acasaguio@gmail.com / @casaguio
Mariana Freire e Carolina Pazos 71 9 9932-0685 / artedefalar8@gmail.com
Casa Guió: Rua Odilon Santos, 202, Rio Vermelho  (duas casas antes da boate Commons)
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário