terça-feira, 18 de abril de 2017

Espetáculo Transmetropolis aborda transexualidade nos Espaços Culturais da SecultBA


Com protagonista transexual, montagem também traz os temas homofobia e religião. Peça segue em cartaz no Espaço Xisto Bahia e Centro Cultural Plataforma

Foto: Bob Nunes

Transexualidade, referências religiosas e homofobia. Esses são alguns dos temas abordados no Espetáculo Transmetropolis. A montagem faz parte do Projeto Sou Mais, da SouDessa Cia de Teatro, conta com apoio financeiro do Governo do Estado através do Fundo de Cultura, da Secretaria da Fazenda e da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, via Edital de Apoio a Grupos e Coletivos Culturais 2016. Transmetropolis segue em cartaz no Espaço Xisto Bahia – Biblioteca dos Barris nos dias 20, 21 e 22 de abril, sempre às 20h. Depois segue para o Espaço Cultural Plataforma nos dias 27, 28 e 29 de abril, sempre às 19h. 
Em sua terceira temporada, Transmetropolis chega com uma nova proposta. A construção e desconstrução da identidade de gênero ganha destaque a partir da protagonista, a escritora trans Shirley. Casada com o taxista Alberto, ela se vê diante de uma revelação inesperada. Seu marido fará uma cirurgia de redesignação sexual, pois se reconhece como uma mulher transexual. O pressuposto de masculino e feminino da relação vem á tona e em meio a essa crise surge Moisés, ex-namorado de Alberto que se tornou “ex-gay” e cristão após uma trágica experiência de homofobia.
O elenco traz a estreia nos palcos da atriz e cantora lírica Bianca Novaes. Assim como a sua personagem (Shirley), Bianca é uma mulher transexual; o ator e coreógrafo Diogo Teixeira (Ópera do Malandro, Rebola), o ator Bruno Roma (Gota D´água, A Comida de Nzinga) e a atriz convidada Manu Moraes (O Cumpadre de Ogum, Amor Cruzado). Transmetropolis tem texto e direção de Filipe Harpo.
Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br
PROJETO SOU MAIS
O Projeto Sou Mais foi contemplado no Edital Apoio a Grupos e Coletivos Culturais 2016, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. O Sou Mais nasce como manutenção das atividades da SouDessa visando pesquisar, difundir repertório e montagem de espetáculos com temática LGBT. A ação contará com temporada de espetáculos de repertório da Cia, além de novas montagens. O projeto também trará atividades de capacitação e iniciação artísticas (Cênica, Iluminação, Cenografia). 

SOUDESSA CIA DE TEATRO
Fundada em junho de 2011, tendo Transmetropolis como montagem de estréia, a Companhia  traz à tona discussões sobre a pluralidade sexual na atualidade. A SouDessa é uma Cia de colaboradores artísticos de várias áreas dos bastidores (produção, cenografia, figurinista, iluminador etc) do teatro e sempre com elenco convidado diferente a cada montagem. Filipe Harpo é o diretor artístico e também fundador.
A primeira temporada de Transmetropolis aconteceu no Cine Teatro Solar Boa Vista, onde a Cia era residente. O espetáculo ganhou ainda uma segunda temporada em setembro de 2011 no Espaço Cultural Dias Gomes com o apoio do Sindicato dos Comerciários de Salvador. E também contou com o Projeto Destravando: ciclo de debates com o propósito de discutir e informar o público sobre os processos de transformações dentro das sexualidades evidenciadas no espetáculo. 
A segunda montagem da SouDessa, Condenados, estreou a primeira temporada em 31 de agosto de 2012 no Cine Teatro Solar Boa Vista - espaço em que a Cia era residente - além de participar da programação da Semana da Diversidade Cultural - a convite do presidente do GGB, Marcelo Cerqueira. A segunda temporada veio em 10 de janeiro de 2013 num novo formato, um nova proposta de espaço e interação com o público, sendo encenado no All Club Lounge Bar no Beco dos Artistas, Garcia.

SERVIÇO
TRANSMETROPOLIS 
Projeto Sou Mais - SouDessa Companhia de Teatro
Elenco: Bianca Novaes, Diogo Teixeira, Bruno Roma e Manu Moraes - Direção de Filipe Harpo  
Data: Dias 20, 21 e 22/4
Horário: às 20h
Local: Espaço Xisto Bahia (Rua General Labatut, 27 – Barris)

Data: 27, 28 e 29/4 
Horário: 20h
Local: Centro Cultural Plataforma (Praça São Braz, s/n - Plataforma)
Valor: Espaço Xisto Bahia - R$ 10,00 (meia)* e R$ 20,00 (inteira) 
                 Centro Cultural Plataforma - R$ 5,00 (meia)* e 10,00 (inteira)

                 *Mulheres e homens transexuais e travestis pagam meia entrada.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário