segunda-feira, 10 de abril de 2017

Gustavo Borges comemora sucesso da parceria com a Academia Infinity e mostra esperança em meio a crise da natação brasileira


Nadador com o maior número de conquistas em olimpíadas da natação brasileira, Gustavo Borges tem fortalecido cada vez mais sua ligação com Salvador. Após dois anos e meio de parceria com a Academia Infinity, única instituição da Bahia que possui o selo da Metodologia Gustavo Borges - programa de aprendizado desenvolvido pelo ex-nadador, já são cerca de 400 alunos ativos entre crianças e adultos. Trabalho este celebrado pelo ex-atleta, dono de quatro medalhas olímpicas, sendo duas de prata e outras duas de bronze.

“É uma parceria de peso. A Bahia é um estado que a gente gosta bastante, um estado alegre, festivo, importante no nosso país e ter uma empresa como a Infinity na nossa lista de parceiros é um prazer imenso. Esperamos reforçar mais e mais vezes a vantagem de fazer a prática da natação, seja na infantil, quando se trabalha a questão da sobrevivência, do aprendizado, seja no adulto, que você trabalha o condicionamento físico para se viver mais e viver melhor, que é o que a gente quer para todos os nossos alunos”, declara o ex-nadador, medalhista nos Jogos de Barcelona, Atlanta e Sydney.

Gustavo Borges também enxerga a descoberta de novos talentos da modalidade através do trabalho desenvolvido na piscina semi-olímpica da Infinity.  “Toda vez que você trabalha com foco na aprendizagem e na estrutura, o trabalho para que você tenha grandes nadadores já está com um alicerce bem feito. No caso da Bahia, que tem um mar maravilhoso e boas referências na prática da maratona aquática, com certeza pode ser um caminho para os alunos da Infinity quem sabe chegar ao alto rendimento através desse esporte. Está sendo um prazer ter a metodologia Gustavo Borges em Salvador”, destaca o ex-nadador.

CRISE – Referência da modalidade no país, Gustavo Borges mostra esperança por dias melhores na natação brasileira, que passa por uma grave crise política e econômica, ainda mais em evidência após a prisão do ex-presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), Coaracy Nunes, na última quinta-feira (06), durante a operação da Polícia Federal contra esquema de desvios de recursos públicos repassados ao órgão.

“A gente passa por um momento muito delicado mesmo. Eleição na CBDA, mudando as lideranças, um momento conturbado político e econômico e realmente a gente não sabe a dimensão do que isso pode afetar, não só a natação brasileira, como o esporte em geral”, destaca, mas com uma expectativa positiva para o futuro: “O Brasil é um país guerreiro, um país de um talento incrível dentro dos seus atletas. Em algumas vezes, grandes artistas do esporte, dando resultados talvez com pouco apoio. O futuro, apesar dele ser incerto, a gente tem aí o máximo de esperança para que possamos desenvolver um trabalho adequado dentro do nosso dia a dia. A expectativa é que a gente possa sair dessa e partir para uma estruturação melhor do esporte nacional”, explica.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário