segunda-feira, 29 de maio de 2017

Produtora Baiana e Distribuidora Gaúcha levam o Brasil à Cannes



A distribuidora gaúcha Lança Filmes e a produtora baiana TêmDendê se unem para representar o cinema brasileiro no Festival de Cannes 2017

A TêmDendê Produções, em parceria com a distribuidora Lança Filmes, participa da edição 2017 do Festival de Cinema de Cannes, na França. Sediada em Porto Alegre a Lança Filmes é uma distribuidora de audiovisual que iniciou seus trabalhos em 2015. Dentre suas atividades estão a de representar os filmes brasileiros em festivais internacionais para sua comercialização. Este ano ela participou pela 4ª vez no Festival de Cannes, um dos eventos mais importantes do cinema mundial, que aconteceu entre os dias 17 e 28 de maio. No ano de 2017 ela trouxe uma novidade ao festival através da parceria com a produtora baiana TêmDendê Produções, a fim de levar três de seus projetos ao mercado internacional. As duas produtoras apresentaram três trabalhos nas rodadas de negócios, por lá: “Carnaval o Grande Negócio”, e “Antes que me esqueçam meu nome é Edy Star” e “Pontos de Força - Olhar do Aprendiz”. Os projetos foram apresentados no Marché du Film, segmento do festival focado nos negócios do mercado audiovisual. Além dos projetos da Temdendê, outros dois longas produzidos no Rio Grande do Sul foram apresentados: “Yonlu” “A Colmeia”. Com o objetivo de fechar parcerias destes projetos para exibição e distribuição internacional tanto nos cinemas como em outras plataformas (TV e streaming), Daniela Menegotto e Miguel Carvalho, representantes da Lança Filmes no festival, fidelizaram uma parceria com a All Rights Entretaniment, agente de vendas sediada em Hong Kong e Paris.

Sobre os Filmes Participantes e Produtoras:
Projetos TêmDendê Produções:
- Carnaval, o Grande Negócio: produzido por Vânia Lima, com roteiro de Gustavo Erick e direção de Rodrigo de Luna, é um longa-metragem documental que investiga e registra o carnaval de Salvador através dos olhos de diversos personagens que se utilizam do evento como meio de sustento.
- Antes que me esqueçam, meu nome é Edy Star:  dirigido por Fernando Morais, é um documentário que conta a vida deste famoso artista que está envolto por polemicas e glamour. Narrado pelo próprio Edy, o filme perpassa por fatos históricos da cultura underground brasileira.
- Pontos de Força: escrito e produzido por Vânia Limatraz a história de Mateus Aleluia, compositor extremamente unido com sua ancestralidade africana, ao retornar à sua cidade natal, a fim de refletir sobre espaço e territorialidade de um local místico para além da África.
A TêmDendê Produções surgiu há 5 anos e com uma equipe formada por produtores, diretores, diretores de fotografia, roteiristas, jornalistas e editores, toca, hoje, paralelamente, 40 projetos, direcionados a canais de televisão fechados, abertos, web e os mais diversos meios. “A TêmDendê tem um ritmo muito intenso, porque mergulhamos de cabeça no ideal de apresentar conteúdos diferenciados, carregados de muita cultura, com um olhar humano forte. É muito gratificante apresentar um pouco desse resultado em Cannes. É nossa primeira participação e espero que venham muitas outras”, conta Vânia Lima, diretora da produtora.

Longas gaúchos:
- Yonlu: dirigido por Hique Montanari, chegará aos cinemas brasileiros em 2017 e conta a trajetória do estudante e músico talentoso Vinícius Gageiro Marques, que cometeu suicídio assessorado por membros de uma comunidade na internet.
- A Colmeia: é dirigida por Gilson Vargas (que teve seu longa-metragem Dromedário no Asfalto distribuído, também, pela Lança Filmes) e mostra uma família com dez personagens de ascendência alemã vivendo praticamente isolados numa casa do interior do Rio Grande do Sul durante o período da segunda grande guerra. O filme está atualmente em produção e tem previsão para chegar aos cinemas entre 2018 e 2019.
A Lança Filmes é uma distribuidora de conteúdo audiovisual, de longas e curtas-metragens, séries e novos formatos. A distribuidora já lançou filmes e projetos como "Sobre Viagens e Amores", "Epidemia de Cores", "Nós duas descendo a escada", "Xico Stokinger" e "A estética além da dor", entre outros. 
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário