terça-feira, 20 de junho de 2017

Cuidados e dicas na hora de viajar no São João



Toda cautela é pouca na hora de pegar a estrada e a Abramet-BA dá dicas de como prevenir acidentes e fazer uma viagem tranquila

Com a chegada do período junino, muitas pessoas começam a planejar viagens em família ou com amigos. Para isso, é importante observar o aumento de fluxo das estradas e rodovias que intensifica consideravelmente nesta época do ano. Ter cuidado na hora de pegar a estrada é indispensável para a segurança desde a saída até a volta do percurso.

De acordo com a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego da Bahia (Abramet-BA), o homem é o principal provocador de acidentes de trânsito. Em cerca de metade destes eventos ele se constitui na única causa. Somado a fatores como falhas mecânicas do veículo, condições da pista e condições climáticas, ele é fator preponderante em praticamente todos os sinistros de trânsito.

O estado de saúde do motorista, o não uso de equipamentos de segurança como o cinto de segurança ou de mecanismos eficazes de contenção de crianças no interior de veículos, o não uso do capacete pelos motociclistas, a associação álcool e direção, as falhas de atenção provocadas pelo uso do celular, a fadiga e a privação do sono, são fatores capazes de causar ou agravar acidentes.

“Os motivos para o aumento das viagens durante as festas juninas são vários, desde o reencontro com familiares e amigos, até oportunidade para dançar, beber e comer da melhor culinária regional, porém chegar ao destino e voltar, em segurança, faz parte do objetivo principal. Para que isso aconteça, é necessário respeitar as Leis de Trânsito”, comenta Dr. Antonio Meira, Presidente da Abramet-BA.

Além das dicas de como pegar a estrada de forma segura, o condutor poderá ficar atento aos horários de maior e menor fluxo nas rodovias para não e realizar os festejos da época de forma esperada.

Lei Seca

Durante as festas juninas ocorre aumento do consumo de bebidas alcoólicas como o quentão, o licor, a cerveja e outras bebidas típicas da época, porém também aumenta o risco de ocorrer tragédias no trânsito. “A associação do álcool e da direção representa a principal causa de morte no trânsito, por isso o condutor deve sempre seguir a orientação: Se beber, não dirija. Se for dirigir, não beba”, explica Meira.

O motorista que for flagrado dirigindo sob o efeito de álcool ou qualquer substância psicoativa deve pagar multa, ter o veículo apreendido e o direito de dirigir suspenso por 12 meses. Caso a concentração de álcool supere 06 decigramas de álcool por litro de sangue, o motorista responderá por crime de trânsito, podendo pegar pena de seis meses a um ano de prisão.

Dicas importantes

Se for ingerir bebida alcoólica não dirija;
Sempre revise se seu veículo está em condições adequadas para viajar de forma segura;
Motociclista deve sempre usar o capacete;
Sempre use o cinto de segurança;
Ao transportar criança menor de 12 anos sempre utilize o dispositivo infantil de retenção veicular adequado para cada idade, peso e altura;
Não ultrapasse o limite de velocidade permitido na via;
Nunca utilize o celular enquanto dirige;
Não dirija com sono ou cansado;
Só faça ultrapassagem em local permitido e com segurança;
Durante a chuva, redobre a atenção.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário