segunda-feira, 3 de julho de 2017

Filarmônicas e manifestações populares desfilaram com apoio da Funceb





Fotos: Lucas Rozário / Danilo Souza.

A participação no desfile do 2 de Julho abre oficialmente as ações  da SecultBA no mês da Independência da Bahia


O sol raiou a 2 de Julho. Organizações, manifestações culturais, gestores e representantes da população de Salvador que cultivam a data magna do estado se concentraram no Largo da Lapinha, de onde partiu no início da manhã o Cortejo que rememora as lutas definitivas pela independência do Brasil na Bahia. Um pouco antes de 9h, autoridades do governo do Estado, secretarias e suas entidades vinculadas iniciaram o trajeto em celebração aos 194 anos destas lutas. No caminho o cortejo ganhou a adesão do Caboclo e da Cabocla, ícones das batalhas travadas, seguindo para o Terreiro de Jesus no Centro Histórico.

A Fundação Cultural do Estado da Bahia, entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), participou do evento apoiando 10 bandas filarmônicas e 3 manifestações populares. “Hoje é dia de alegria, de festa cívica, a Funceb de novo com as filarmônicas, dentro do nosso Programa de Apoio às Filarmônicas. É uma honra estar aqui hoje, participando desta festa tão importante para a nossa cidadania”, considerou Fernanda Tourinho, diretora da Funceb. Os grupos participantes vieram de várias cidades de territórios baianos.

Entusiasmados, soteropolitanos e visitantes de várias partes saudavam os grupos e filarmônicas na festividade que é preservada com orgulho por cada cidadão baiano. Na chegada do cortejo ao Largo do Pelourinho, os clarins ressoaram da sacada da casa 12, sede do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), mantendo a saudação ao Caboclo e a Cabocla, que já se tornou tradição da casa.

Acompanhadas pela Coordenação de Música da Diretoria das Artes (Dirart) da Funceb, desfilaram: Lira Popular Muritibana (Muritiba), Filarmônica 24 de Junho (Jeremoabo), Amantes da Lyra (Santo Antônio de Jesus), Sociedade Lítero Musical Minerva Cachoeirana (Cachoeira), Sociedade Filarmônica 2 de Janeiro (Jacobina), Sociedade Filarmônica Filhos de Apolo (Santo Amaro), Sociedade Filarmônica Lira Oliveirense (Santo Amaro), Sociedade Filarmônica Ramo da Oliveira (Santo Amaro), Sociedade Filarmônica União Sanfelixta (São Felix) e Sociedade Recreativa e Cultural Filarmônica 30 de Junho (Serrinha). O cortejo também teve participação das manifestações culturais, representadas pelos grupos Chegança dos Marujos Fragata Brasileira (Saubara), o Grupo Folclórico As Paparutas da Ilha do Paty (São Francisco do Conde) e o Samba de Roda de Dona Dalva (Cachoeira).

Raimundo José de Mello, presidente da Lira Popular Muritibana, enfatizou que a organização está há 118 anos tocando e que “nós somos convidados do governo do estado, estamos presentes, é uma data maravilhosa, a independência nossa, nós temos que estar presentes”.

Os grupos apoiados pela Funceb chegaram ao Centro Histórico antes de meio dia. Todos se dirigiram para o Centro de Formação em Artes, onde foram recepcionados com um almoço revigorante. Os artistas e músicos fazem uma pausa antes de iniciar, no começo da tarde, a segunda parte do desfile. Nesta etapa do cortejo os participantes saem da Praça Municipal empolgando o público até o Campo Grande.  

Cultura no Mês da Independência


A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) com suas unidades vinculadas realiza uma programação especial para as comemorações do aniversário da Independência da Bahia. Além de sua participação efetiva no tradicional desfile cívico de hoje, 2 de julho, a SecultBA promove ao longo de todo o mês diversas ações voltadas para a cultura e o conhecimento. A FPC realizou sexta-feira (30), em Caetité a primeira de suas aulas itinerantes das rotas históricas, parte do "Colóquio Guerra e Identidade: A Independência do Brasil na Bahia", e segue com programação até o final de julho, incluindo palestras, oficinas, apresentações culturais e seminários acerca dessa temática.  O IPAC, em parceria com o grupo CCR Metrô está realizando a exposição “Salve o Dois de Julho: Memórias da Independência da Bahia”, que fica em cartaz até 09 de julho, reunindo 20 painéis na Estação Pirajá do Metrô.  A programação completa está disponível no site da SecultBA.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário