quinta-feira, 3 de agosto de 2017

EXPOSIÇÃO ‘FRANCISCO BRENNAND – MESTRE DOS SONHOS’ ENTRA EM CARTAZ NA CAIXA CULTURAL SALVADOR





                                                                     FOTO RAFAEL MARTINS 

Mostra que reúne cerâmicas, pinturas e desenhos será aberta no dia 15 de agosto e terá visitação gratuita até 1º de outubro

A Caixa Cultural Salvador apresenta, de 15 de agosto a 1º de outubro, a exposição inédita Francisco Brennand – Mestre dos Sonhos, que reúne cerâmicas, pinturas e desenhos criados pelo artista pernambucano aclamado mundialmente por sua arte sincrética, ancestral e extremamente peculiar.  

A mostra reflete parte do universo místico e fantástico criado pelo artista na Oficina Cerâmica Francisco Brennand e no Parque das Esculturas, dois importantes espaços culturais mantidos em Recife (PE) e que reúnem mais de duas mil obras de arte. Francisco Brennand – Mestre dos Sonhos estará aberta à visitação gratuita de terças-feiras a domingos, das 9h às 18h, na Caixa Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro).

Com curadoria e projeto expográfico assinados por Rose Lima, a exposição conta com 27 obras do acervo original do artista, criadas em diversas fases da sua carreira. Seus trabalhos evidenciam temas como reprodução, mitologia, sexualidade, fauna e flora, personagens históricos e divindades, permeados por signos da tradição popular do Nordeste, bastante valorizados em suas criações.

“O público vai conhecer o homem Brennand e a riqueza da sua arte. A exposição pontuará seu timbre nordestino com referências diversas à sua família, à literatura, às vivências adquiridas e interações com outros artistas como Abelardo da Hora e Cícero Dias, seus tutores, e os amigos de sua geração que se influenciavam mutuamente como Ariano Suassuna e Lina Bo Bardi”, destaca Rose Lima.

Com realização da Via Press Comunicação, Francisco Brennand – Mestre dos Sonhos estreia em Salvador e depois segue para os espaços da Caixa Cultural de São Paulo, ainda este ano, e Rio de Janeiro, em 2018. Além de oportunizar o público a conhecer a arte de Brennand, a exposição é também uma homenagem em vida ao trabalho de um dos artistas plásticos mais importantes do país na atualidade.

Arte Superlativa

Dispostas em quatro alas, as obras em exposição são costuradas por uma linha do tempo que perpassa os 90 anos de vida de Brennand. Peças representativas que vão desde o começo de sua carreira, a exemplo do quadro ‘Autorretrato aos 19 anos’ (1947), até outras mais recentes, como a pintura ‘Toques (Série O Castigo)’ (2013).

Além dos quadros e desenhos, a mostra dá destaque às cerâmicas, obras que o notabilizaram internacionalmente. Entre elas, as cerâmicas vitrificadas ‘La tour de Babel’ (1975), ‘Antígona’ (1978) e ‘Pelicano’ (1988), além da escultura em bronze a ‘Árvore da vida’ (1987), com quase 2m de altura.

As obras são organizadas cronológica e criativamente, convidando o público a uma viagem centenária que começa em 1927, no bairro da Várzea, subúrbio de Recife (PE), no local onde hoje está a Oficina Cerâmica Francisco Brennand.  

Na ambientação das alas da exposição, a proposta para uma experiência de imersão visual e sonora que remete o público à Oficina, onde está a maior parte do acervo monumental de Brennand. Mega painéis fotográficos – reproduções em profundidade de ambientes do local –, são somados à sonorização de cantos gregorianos, som marcante do museu-ateliê em Pernambuco, e, juntos, transportam o público por um passeio sensorial.

A curadora mescla ao trabalho de Brennand fotos de seu arquivo pessoal em que aparece com seus pais, sua esposa e amigos como Abelardo da Hora e Ariano Suassuna. A exposição apresenta ainda conteúdo audiovisual composto pela exibição do filme documentário Francisco Brennand, dirigido por Mariana Brennand Fortes, sobrinha-neta do artista. Em outro espaço, a combinação entre tela e ‘parabólica’ sonora, uma instalação de áudio, apresentam as suas intervenções artísticas na Bahia.  

Mestre dos Sonhos

Há mais de 45 anos em reclusão artística, o pernambucano Francisco Brennand é pintor, ceramista, escultor, desenhista, tapeceiro e ilustrador. Começou na arte em 1942, durante a juventude, ao conhecer o artista plástico Abelardo da Hora. Nesse período, foi contemporâneo de Ariano Suassuna, colega de classe com quem produzia um jornal literário. 

Em uma viagem a Paris, em 1948, conheceu as obras em cerâmica de artistas consagrados como: Picasso, Chagall, Matisse, Braque, Gauguin e Miró. Em 1950, de passagem por Barcelona, descobriu a obra de Antoni Gaudí, artista que o influenciou fortemente. De volta ao Brasil, em 1958, passou a se dedicar verdadeiramente à cerâmica produzindo diversos painéis em cidades brasileiras e dos Estados Unidos.

Em 1971, reforma a antiga fábrica de cerâmica de sua família, antigo Engenho São João, na Várzea, em Recife, transformando-a na Oficina Cerâmica, que, juntamente com o Parque das Esculturas, construído há 17 anos sobre um arrecife natural em frente à Praça do Marco Zero, concentra permanentemente grande parte das obras do artista.  

Em 75 anos de trabalho artístico, Brennand soma mais de 90 exposições entre Alemanha, França, Inglaterra, Itália, Uruguai, Estados Unidos, Portugal, Espanha, além de diversas cidades brasileiras. Hoje, aos 90 anos, se dedica exclusivamente à pintura, atividade que iniciou a sua carreira como artista.

Serviço:
Exposição Francisco Brennand – Mestre dos Sonhos
Período: de 15 de agosto a 1 de outubro de 2017
Horário: das 9h às 18h, de terças-feiras a domingos
Local: CAIXA Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro – Salvador)
Entrada franca
Informações:
 (71) 3421-4200
Classificação indicativa: livre
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário