segunda-feira, 20 de março de 2017

“Da própria pele, não há quem fuja”

O espetáculo “Da própria pele, não há quem fuja”, parte da pesquisa sobre a diversidade no contexto cultural afro-brasileiro. As coreografias exploram ideias de elementos como a simbologia de orixás e aspectos das manifestações populares, como Zambiapunga e Mandus, através de um olhar contemporâneo. A dramaturgia transita entre memórias pessoais, e nas ressignificações destas manifestações na composição coreográfica. O corpo festivo e sagrado se apresenta como encruzilhada, lugar de encontros e desencontros, lugar de chegada e partida de identidades em fluxo e compartilhamentos de heranças/legados ancestrais afro-brasileiros. A casa, a roupa, a fala, o santo, o retrato, o gesto, o trabalho, o canto, a dança, a festa, a pele, o apito, a enxada, a hipoderme, o grito, Tupã, o pano, a batucada, Xangô, a pesca, o índio, a voz, os avós. A ancestralidade na tez". 


Valor: R$ 20 (Inteira) R$ 10 (Meia)


FICHA TÉCNICA

Direção e Coreografia: Bruno de Jesus 
Assistente de Coreografia: Fred Lopes 
Bailarinos: Claudiana Honório, Fred Lopes, Inah Irenam, Marcello S. dos Santos, Pri Barreto, Ruan Wills, Sebastião Abreu, Thiago Cohen.
Bailarino Estagiário: Arieli Batista
Figurino e Cenografia: Bruno de Jesus 
Projeto de Luz e Operação: Anderson Rodrigo 
Trilha Sonora: Flávio Bueno e Bruno de Jesus
Produção: Inah Irenam e Betânia Cesar 
Fotografia: Shai Andrade 
Design Gráfico: Aldren Lincoln
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário