sábado, 18 de março de 2017

SSA MAPPING transforma fachada do Palácio Rio Branco em tela para projeções mapeadas



Primeiro festival de video mapping de Salvador projetará obras visuais do Brasil e do exterior no prédio histórico 

No sábado (25), a fachada do Palácio Rio Branco se transformará em tela para a projeção de obras de arte e tecnologia durante o SSA Mapping, primeiro festival de video mapping da capital baiana. A programação do evento é gratuita e conta com trabalhos de artistas visuais do Brasil e do exterior, além de uma Mostra Aberta e atração musical.

O SSA Mapping conta com patrocínio da Oi, através do Fazcultura e é fruto de uma parceria entre as produtoras Baluart e Ilimitado. A proposta é movimentar a cena das artes visuais na capital baiana através da técnica do vídeo mapping. Com o video mapping (ou projeção mapeada), os artistas realizam projeções em superfícies não-lineares para criar uma espécie de ilusão de ótica, reconstruindo os espaços com formas e movimentos, luzes e cores.

Com curadoria da artista visual paraense Roberta Carvalho, o SSA Mapping terá, na sua Mostra Principal, obras criadas a partir da paisagem e da história do Centro Antigo de Salvador e do seu entorno. Além da própria Roberta, artistas visuais da Colômbia (Optika VJ), de Santa Catarina (VJ Vigas) e da Bahia (VJ Gabiru) levarão seus trabalhos para a “tela de projeção” – a fachada do Palácio Rio Branco. Para criar as obras, eles contaram com a consultoria de conteúdo do historiador Daniel Rebouças, pesquisador da Universidade Federal da Bahia (Ufba).

DIÁLOGOS – Além da Mostra Principal, integram a programação do SSA Mapping a Mostra Aberta e o Rolé Histórico, iniciativas que visam estimular a criação artística e a difusão da história do Centro Antigo da capital baiana.

Para a Mostra Aberta, que também acontece no dia 25, a curadoria selecionou obras produzidas nos diferentes meios de expressão das artes visuais - e não somente projeções mapeadas – a partir de uma chamada que recebeu trabalhos de todo o país. No Rolé, que será realizado nos dias 24 e 25, sob a coordenação do historiador Daniel Rebouças, o público será guiado por pontos simbólicos do Centro Antigo que inspiraram as obras doSSA Mapping.

MÚSICA – No dia 25, a noite será encerrada com o show de ÀTTØØXXÁ e OZ, dupla que traz referências eletrônicas e do pagodão feito nas ruas da Bahia para criar uma seleção de sons suingados presentes no disco BLVCKBVNG e que vão fazer todo mundo dançar em frente ao Palácio Rio Branco.

Serviço:
O quê: SSA Mapping – Olhares de uma memória
Quando: 25 de março de 2017, a partir das 18h
Onde: Praça Municipal – projeções no Palácio Rio Branco
Evento gratuito
Produção: Baluart e Ilimitado
Instagram@ssamapping
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário