quinta-feira, 6 de abril de 2017

Projeto Arte de Tecer - um painel de histórias, espetáculos, oficinas, ateliês e mediação cultural na Casa de Cultura de Mutuípe

Foto: Márcio Lima.

O Projeto “Arte de Tecer - um painel de histórias, espetáculos, oficinas, ateliês e mediação cultural na Casa de Cultura de Mutuípe” contribuirá com a Dinamização da Casa de Cultura de Mutuípe através de ações gratuitas e continuadas promovidas pelo Grupo Teatro Griô nos meses de abril, maio e junho de 2017.

Serão realizadas a partir do dia 11 de abril, até o dia apresentações de três Espetáculos que integram o repertório do grupo Teatro Griô, para a comunidade em geral e para o público de escolas com mediação cultural; Oficinas artísticas para o público de crianças, jovens e adultos; Ateliê “Arte de Tecer Histórias e Panôs” para a iniciação e aperfeiçoamento de artistas da região; Mostras Artísticas; Exposição de Panôs; Sessões de histórias e Vivências artísticas para educadores.

Serão 12 apresentações de 03 espetáculos do repertório do grupo Teatro Griô: “Um Passarinho me Contou”, “Na Teia de Ananse” e “O Caçador de Sonhos”, para comunidade e também para escolas com mediação cultural/roda de conversa. As apresentações serão na Casa de Cultura de Mutuípe, com entrada gratuita.

Além das apresentações, o projeto prevê atividades de formação como oficinas e ateliês para o público de crianças, jovens e adultos da comunidade e educadores da região. As oficinas oferecidas serão“Hoje tem Palhaçada – Arte do palhaço para crianças”; “Teatro e Improviso” e “A Arte de Narrar Histórias”, oferecendo 20 vagas em cada oficina, totalizando 60 vagas.

O Ateliê “Arte de Tecer Histórias e Panôs” será ministrado em três módulos para iniciação e aperfeiçoamento de artistas da região, na Casa de Cultura de Mutuípe. Serão oferecidas 20 vagas para o público de jovens e adultos. Esta atividade prevê a realização de uma mostra artística de narração de histórias e a exposição dos panôs confeccionados no Ateliê. Os panôs são painéis de tecido com imagens que auxiliam o narrador no momento da apresentação de contos populares.

Após cada módulo mensal do Ateliê “Arte de Tecer Histórias e Panôs”, os panôs serão expostos na Galeria da Casa de Cultura de Mutípe juntamente com Panôs já confeccionados previamente pelo grupo Teatro Griô. A comunidade poderá visitar e interagir com aExposição de Panôs, alguns dos quais terão bonecos de pano e outros elementos que poderão ser manipulados pelo público.O grupo realizará ainda Sessões de histórias nos espaços ao ar livre e semiabertos da Casa de Cultura de Mutuípe, para o público de todas as idades.
O projeto tem o apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Resumo dos Espetáculos:

"Um Passarinho me contou...História para ouvir, Cantar e Encantar", dirigido por Tânia Soares, é uma sessão de histórias inspirada em contos populares brasileiros. A trama revela a jornada de uma menina em busca do seu passarinho. Ao se deparar com as histórias contadas por diferentes narradores, ela reflete sobre a importância da liberdade. Espetáculo vencedor do Edital Arte em toda Parte da Fundação Gregório de Matos, realizou temporada em diversos teatros da Bahia e integrou a programação de Encontros Internacionais em São Paulo e Buenos Aires, Argentina.

"Na Teia de Ananse", dirigido por Rafael Morais é um espetáculo inspirado em contos e mitos de matriz Africana, que revela a magia de um tecido narrativo inspirado  nas histórias dos mais velhos e dos narradores de tradição oral - griôs e akpalôs. Além de circulação pelos teatros de Salvador, participou dos projetos “Teatro e tradição Oral:15 anos de estrada do grupo Teatro Griô”, Projeto “Teatro no Terreiro” que circulou por terreiros de candomblé em Salvador, Ilhéus e Itabuna. Integrou também a programação do Boca do Céu - 7º Encontro Internacional de Contadores de Histórias, com apresentações no Itaú Cultural de São Paulo.

O Caçador de Sonhos- Espetáculo Teatral Inspirado nos Mitos dos Orixás”, no qual o ator Rafael Morais vive um contador de histórias através de cantigas, orikis e mitos dos orixás, além de brincadeiras e memórias de sua vida contadas com técnicas de clown e improvisação teatral.  Contemplado com o Prêmio Encena Salvador (Fundação Gregório de Mattos 2004); venceu Edital da FUNCEB em 2008, para realizar temporada em Terreiros de Candomblé de Salvador e Cidades do Recôncavo e Região Metropolitana de Salvador; Além de Temporadas no Teatro do ICBA, Teatro Gregório de Mattos, Teatro do SESI, Teatro SESC, e em outros espaços culturais da capital e interior da Bahia. Apresentou-seem Ações do MEC e UNESCO no Estado de Alagoas (Maceió e Palmares); e no Auditório da Biblioteca Mario de Andrade em São Paulo.

Sobre o grupo Teatro Griô:

O Teatro Griô é um grupo que tem como fonte de inspiração a Tradição Oral e a arte dos narradores, brincantes e palhaços, com sua simplicidade, humor e poesia. Criado em 1998, pelos artistas Rafael Morais e Tânia Soares, o grupo, que já contabiliza vários prêmios, realiza diversas apresentações artísticas nos mais variados espaços cênicos, como teatros, centros culturais, praças e ruas. O grupo desenvolve pesquisas e metodologias próprias, além de espetáculos, oferece cursos e oficinas artísticas para pessoas com ou sem experiência de todas as idades.

Realização:

TEATRO GRIÔ- Rio Vermelho – Salvador-BA - (71) 3018-4888
teatro@teatrogrio.com.br /www.teatrogrio.com.br/www.fb.me/teatrogrio

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário