quarta-feira, 3 de maio de 2017

RECITAL CÔMICO-MUSICAL DE BAIANÊS ESTREIA TEMPORADA NA CAIXA CULTURAL SALVADOR



Livremente inspirado no livro “Dicionário de Baianês”, do escritor Nivaldo Lariú, o espetáculo inédito ficará em cartaz em todas as quartas-feiras de maio.

A Caixa Cultural Salvador apresenta a temporada de estreia do espetáculo “De Um Tudo - Recital Cômico-Musical de Baianês”, com direção de Fernando Guerreiro. Inédito na capital baiana, o recital discute a baianidade para além dos rótulos e propõe uma reflexão sobre a linguagem e os costumes do baiano. Livremente inspirado no livro “Dicionário de Baianês”, do autor Nivaldo Lariú, o espetáculo entra em cartaz no dia 10 de maio e segue com apresentações durante todo o mês, às quartas-feiras (dias 10, 17, 24 e 31), com uma sessão extra no dia 30 de maio (terça-feira), sempre às 20h. Os ingressos serão vendidos a preços populares, R$ 10 e R$ 5, na bilheteria da própria CAIXA Cultural Salvador, na Rua Carlos Gomes, 57, Centro.

Com um humor crítico, o Recital mergulha na construção da identidade baiana, revelando cenas do cotidiano, personagens, imagens e linguagem do nosso povo. “De forma despretensiosa, como uma 'conversa na mesa de um bar', iremos discutir questões identitárias importantes nas quais o público poderá se identificar, refletir e também acrescentar novas histórias, participar. É um espetáculo vivo”, diz Fernando Guerreiro. O texto é assinado por Alan Miranda e Daniel Arcades (vencedor do Prêmio Braskem de Teatro 2017, como melhor autor). O espetáculo é uma realização da Via Press Comunicação e Eventos.

As esquetes acontecem na Barraca de Dona Nadu. Lá, em meio às cores e mistura de elementos cenográficos, os personagens discutem e cantam temas da nossa cultura, como sincretismo religioso, linguagem, preguiça, superstição, sexualidade, Carnaval, entre outros. O cenário, assinado por Euro Pires, resgata do imaginário popular as imagens das barracas das festas de largo, que tanto identificam a cultura baiana e que estão praticamente extintas.
Para protagonizar as cenas, Guerreiro convidou um elenco de atores e cantores, alguns, inclusive, estreando no teatro, como é o caso de Ana Mametto. O espetáculo conta também com Alexandre Moreira, Denise Correia, Diogo Lopes Filho, José Carlos Júnior e Gerônimo Santana. A direção musical é assinada por Yacoce Simões, que também é responsável pelos arranjos e faz uma participação especial no espetáculo. “Este é um trabalho de reconhecimento, é nos olharmos, nos identificarmos com nosso linguajar, nossa maneira de ser. É uma baianidade construída a partir de Jorge Amado, Caribé, Caymmi e também de todos nós. O que será visto em cena é o que vemos em todos lugares, só colocamos uma lente de aumento para este universo do baianês”, ressalta o ator Diogo Lopes.  

A música é destaque do Recital, e ganhou cerca de 10 composições inéditas assinadas pelo cantor Gerônimo Santana. As canções permeiam todo espetáculo apresentando situações do cotidiano, personagens e trazendo muito humor ao palco, numa profusão de ritmos como arrocha, axé, bolero, rap, samba-reggae, rock, entre outros.  “As músicas são divertidas, tem muito humor, mas também nos fazem refletir sobre questões sérias do nosso cotidiano, como a intolerância religiosa. É tudo muito leve, engraçado, como nós somos”, explica Gerônimo, que segundo Guerreiro é a personificação do jeito de ser do baiano. “Ele tem esta alma, tem uma baianidade nata”, resume o diretor. Com patrocínio da Caixa e Governo Federal, o espetáculo tem classificação 16 anos e estacionamento gratuito no local.  

Ficha técnica
Direção – Fernando Guerreiro
Texto – Alan Miranda e Daniel Arcardes - Livremente inspirado no livro “Dicionário de Baianês”, de Nivaldo Lariú
Música - Gerônimo Santana 
Direção Musical - Yacoce Simões 
Elenco - Ana Mametto, Alexandre Moreira, Denise Correia, Diogo Lopes Filho, Gerônimo Santana, José Carlos Júnior e Yacoce Simões.
Cenário e figurino - Euro Pires 
Iluminação - Fernanda Mascarenhas 
Coreografia: Rita Brandi 
Produção Executiva - Paula Hazin 
Realização - Via Eventos
Patrocínio - CAIXA e Governo Federal
Duração - 70 minutos

Serviço:
De Um Tudo - Recital Cômico-Musical de Baianês
Datas: 10, 17, 24, 31 (quartas-feiras) | sessão extra: 30 de maio (terça-feira)
Horário: 20h
Local: CAIXA Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro – Salvador)
Ingressos:  R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)
Classificação: 16 anos
Vendas: Bilheteria da CAIXA Cultural Salvador, a partir das 9h do dia 10, para todas as apresentações    
Informações: (71) 3421-4200
Estacionamento gratuito
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário