quarta-feira, 19 de julho de 2017

Roney George faz exposição na Galeria Luiz Fernando Landeiro dia 25 deste mês


O artista, que costuma misturar a herança africana, o toque europeu e uma identidade original brasileira, vai apresentar 100 trabalhos na exposição Ex-Votos

No próximo dia 25, terça-feira, o artista Roney George vai expor 100 novas obras na Galeria Luiz Fernando Landeiro, localizada na Rua da Paciência – Rio Vermelho, a partir das 19h. A exposição “Ex-Votos” faz referência ao passado, à relíquia e ao agradecimento pelas graças alcançadas no caminho, traduzindo uma experiência delicada de reconhecimento e homenagem. “Eu parti de um princípio empírico de memória de ficar lembrando de artistas que ainda me ocorrem quando paro pra refletir sobre o meu próprio trabalho”, afirma Roney, que defende o conceito da estética popular à estética pop, como arte contemporânea.

A exposição “Ex-Votos” é considerada muito significativa para o artista formado pela Escola de Belas Artes da Bahia (Ufba), já que é a sua primeira individual depois de muito tempo, em Salvador. Nela, serão exibidos 100 micro retratos, a serem vistos com lupa, porque a ideia é mesmo de investigação, ir a fundo e ampliar a visão. São retratos realistas, que as pessoas podem ver detalhes, tessituras, como bem disse o dramaturgo, diretor e compositor Gil Vicente. Roney fez esses trabalhos sem um compromisso radicalmente profissional. Ele voltou para um processo de infância, de ficar estudando artistas como Leonardo da Vinci, Frida Kahlo, Babalu e Yeda Maria.

Esse é um trabalho autobiográfico e didático, porque o público conhece muitas obras, mas não sabe exatamente quem são essas pessoas que construíram boa parte da arte universal e a própria história de Roney, que vai abrir a exposição com uma frase do cantor e compositor Caetano Veloso: “Roney George é artista visual e poeta diletante”, porque ele destaca uma construção poética, gramatical e com códigos que remetem às obras dos próprios artistas retratos, criando um elo íntimo entre as obras desses artistas e a construção da estética da obra de Roney. A exposição estará disponível na Galeria Luiz Fernando Landeiro até o dia 12 de agosto.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário